Governo de Pernambuco apresenta metas e ações prioritárias na 44ª Reunião do Conselho Estadual de Recursos Hídricos

0

Fortalecimento dos instrumentos de gestão, planejamento estratégico e busca por fontes alternativas de abastecimento. Essas são algumas das prioridades estabelecidas pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos, e que foram apresentadas durante a 44ª Reunião do Conselho Estadual de Recursos Hídricos, realizada no dia 14/3, no auditório da FIEPE. A titular da pasta, Fernandha Batista, detalhou aos conselheiros o andamento das principais ações executadas na área, com foco na gestão dos recursos hídricos.

Foi destacada pela gestora, que também preside o Conselho, a execução dos programas de Sustentabilidade Hídrica (PSH) e de Saneamento Ambiental (PSA), conveniados pelo Estado junto ao Banco Mundial (BIRD) e ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), respectivamente. Além disso, reforçou a importância de incrementar e modernizar o uso dos dessanilizadores, levando sempre em consideração a análise técnica de desempenho, manutenção adequada e eficiência dos equipamentos.

Outro ponto bastante frisado pela secretária foi o desenvolvimento de novos planos hidroambientais. “A gente não pode parar de ter projeto importante. Temos que estar sempre prontos para captar recursos e trazer a efetivação desse planejamento, transformando todas essas ideias em ações práticas e melhorias para a população”, pontuou.

Saneamento Rural – Na ocasião, também foi apresentado o resultado de um estudo voltado para propor soluções e projetos para o Saneamento Rural de Pernambuco, com o intuito de estruturá-lo. O levantamento foi contratado dentro do PSH e desenvolvido por uma consultoria alemã com o apoio dos técnicos da Secretaria Executiva de Recursos Hídricos.

O documento é uma importante ferramenta de gestão e vai contribuir com a elaboração do planejamento para o setor, a partir da identificação dos potenciais e dos desafios das localidades levantadas. Ao todo, cerca de 1,9 milhão de pernambucanos vivem no campo, o que representa aproximadamente 20% da população do Estado. O estudo pode, por exemplo, auxiliar na escolha do uso de fontes alternativas de abastecimento que venham a ser utilizadas em uma determinada comunidade.

Progestão – Durante o encontro, a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) apresentou o Plano de Capacitação para o Sistema Integrado de Gerenciamento dos Recursos Hidricos (SIGRH), atendendo à meta federativa da 2ª fase do Progestão em Pernambuco.

O Plano de Capacitação tem como objetivos principais: o fortalecimento da gestão dos Recursos Hídricos de Pernambuco e capacitar as equipes técnicas da secretaria Executiva de Recursos Hídricos, da Apac, dos Comitês de Bacias Hidrográficas e dos membros do Conselho Estadual. O documento foi apreciado pelo Conselho e será entregue à Agência Nacional de Águas (ANA) para aprovação e consequente implementação, totalizando um investimento de R$140 mil para o ano de 2019. O montante será utilizado para realização de cursos, workshops e eventos alinhados com o objetivo proposto. (GovPE)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Juazeiro (BA): Manutenção na rede elétrica da UPA suspende fornecimento de energia na unidade

Devido a problemas nas instalações elétricas da Unidade de Pronto Atendimento/UPA de Juaze…