Governo da Bahia suspende festas de São João pelo 2º ano seguido; Maiores comemorações aconteceriam em Senhor do Bonfim (BA)

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciou nesta segunda-feira (17) que proibirá a realização de festas durante o período junino para evitar um novo avanço da pandemia do novo coronavírus.

Este será o segundo ano seguido que o estado não terá festas de São João, data que movimenta todos os 417 municípios baianos e é marcada por grandes comemorações em cidades médias como Amargosa, Cruz das Almas e Senhor do Bonfim.

“Não permitiremos a realização de festas de São João em nenhuma cidade, nenhuma região da Bahia. Temos que ter responsabilidade neste momento. Fazer festa agora é desrespeitar a vida humana”, afirmou o governador baiano em uma rede social.

Além de emitir um decreto proibindo a realização de festas públicas e privadas no período, o governo da Bahia também vai suspender o transporte intermunicipal de passageiros durante as datas festivas.

A ideia é limitar ao máximo a circulação de pessoas no estado, a fim de evitar um aumento do número de contágios de Covid-19.

No ano passado, a Bahia viveu uma explosão de novos casos da Covid-19 em cidades do interior após o período junino.

Na ocasião, o governo do estado também emitiu um decreto proibindo as festas. Mesmo assim, muitas famílias mantiveram a tradição do reencontro: acenderam suas fogueiras e reuniram-se em comunidades rurais, sítios e casas nas cidades do interior do estado.

Dados da secretaria de Saúde da Bahia apontam que pelo menos 14 cidades tiveram um crescimento acima de 1.000% dos casos do novo coronavírus entre os dias 23 de junho e 07 de julho do ano passado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Pernambuco registra, em 24h, 738 casos e 42 óbitos pela Covid-19

Pernambuco registrou, nas últimas 24 horas, 738 casos da Covid-19. Os dados são do boletim…