Governador da Bahia descarta greve da PM e afirma que se trata de ‘movimento político’

Em vídeo gravado na noite de terça-feira (08), o governador da Bahia, Rui Costa (PT), descartou a possibilidade de greve da Polícia Militar e salientou que o ‘estado de greve’, deflagrado na tarde de ontem (08) se trata, na verdade, de “Políticos que estão tentando fazer movimento”.

A declaração foi direcionada ao deputado e representante da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares (Aspra), Soldado Prisco (PSC), responsável por encabeçar indicativo de paralisação.

“A Bahia e os baianos não merecem um deputado com esse perfil. A Polícia Militar da Bahia  não aceita, com a absoluta certeza, com seus valores de disciplina, com os valores de família, de quem é pai e de quem é mãe, ser liderado por uma pessoa com essas qualidades morais, éticas e de conduta – , respondendo vários processos criminais na justiça baiana e na Justiça Federal”, salientou.

O governador agradeceu os trabalhos da categoria e afirmou. “Não temos registro de nenhuma adesão em nenhum município da Bahia”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Casos ativos de Covid-19 na Bahia crescem mais de 2.839%

A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) reportou 9.740 casos ativos de Covid-19, …