Gestores da Facape e Assiespe participam de reunião no Recife para discutir mudanças no Proupe

0

pro

O Programa Universidade para Todos em Pernambuco (Proupe) passará por uma série de mudanças a partir de 2017. As alterações estão sendo discutidas entre Governo do Estado (Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação – Sectec), gestores das autarquias e deputados estaduais. Esta semana, o presidente da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape), Rinaldo Remígio, e o diretor acadêmico, Antonio Habib, participaram de novos encontros para apresentar propostas em relação ao programa.

As reuniões aconteceram no Recife e foram provocadas pela Assiespe (Associação das Instituições de Ensino Superior do Estado de Pernambuco), através do seu presidente, Licínio Lustosa. Estiveram presentes os gestores das demais autarquias do Estado, além dos deputados estaduais Lucas Ramos, Odacy Amorim, Rodrigo Novaes e Raquel Lyra. A Sectec e as autarquias, por meio da Assiespe, apresentaram suas propostas, que divergiram em alguns pontos. Foram discutidas mudanças, por exemplo, nos critérios para o acesso do estudante ao programa, a eliminação do aluno bolsista e a qualificação das autarquias.

“Concordamos em alguns pontos, como a exigência do Enem para adesão de novos discentes ao programa. Em relação às áreas, o governo defende que até 2018 todos os bolsistas sejam dos cursos relacionados à Ciência, Tecnologia, Engenharias e Matemática. Nossa proposta é de acordo com a lei que regulamenta o Proupe, na qual permite que os demais cursos também façam parte do programa, respeitando as demandas regionais e a autonomia das instituições de ensino”, explicou Remígio.

Segundo a Sectec, as alterações foram provocadas pela necessidade de reduzir os custos em período de crise, mas principalmente pela importância de avaliar os resultados do programa. Além das mudanças, os gestores questionaram a continuidade do Proupe em 2016 e o pagamento das parcelas atrasadas. Ainda não há previsão para regularização desse repasse.

Encontro com o governador

Os parlamentares presentes se comprometeram a agendar uma reunião com Paulo Câmara. Os gestores das autarquias cobram um posicionamento definitivo do governador sobre as alterações e o pagamento do repasse, atrasado há quatro meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Julio Lossio Filho descarta possibilidade de ser articulador da oposição na Câmara e afirma que esse papel é dos vereadores eleitos

Questionado se seria o articulador da oposição na Câmara Plínio Amorim, em Petrolina (PE),…