Garanhuns (PE): No cemitério, mãe desenterra o corpo do filho para tentar trocar a fralda

0

Uma atitude desesperada chamou à atenção dos moradores da cidade de Garanhuns, no agreste pernambucano. Na manhã da última quinta-feira (16), uma jovem de 22 anos, foi ao cemitério e desenterrou o corpo do filho. A criança, que foi sepultada há pouco mais de um mês, tinha apenas um ano quando morreu.

De acordo com um funcionário do Cemitério Parque das Rosas, a mãe carregava os restos mortais do bebê nos braços e pediu um local para poder trocar a fralda do filho.

A criança foi enterrada em uma área destinada às vítimas da Covid-19, e, por isso, não pôde ser velada. Dias após a morte, o resultado foi negativo. A mãe do bebê, no entanto, tem apresentado um quadro depressivo, o que a motivou a ir em busca do corpo da criança.

Por causa da ocorrência, a Vigilância Sanitária, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e a funerária estiveram no local para tomar as medidas cabíveis. A jovem foi levada para um hospital local, onde foi medicada e permaneceu em observação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Restaurantes têm sofrido com falta de flexibilização do horário e rigor da  fiscalização municipal

O horário para finalizar o expediente nos  restaurantes de Petrolina (PE), tem deixado os …