‘Foi um grande homem, um grande pai’, diz comandante sobre PM baiano morto por policiais civis em Petrolina (PE)

O comandante da Polícia Militar na região norte da Bahia, coronel Valter Araújo, lamentou a morte do soldado Joanilson da Silva Amorim, lotado em Juazeiro (BA), e que foi baleado por engano por policiais civis de Petrolina (PE), na noite de segunda-feira (13).

Ele comentou que o PM prestou bons serviços à corporação e que a polícia perdeu um grande homem e a família perdeu um grande pai.

“De ontem para hoje recebi diversas ligações da tropa de Jacobina [onde Joanilson também atuou]. E aqui na 75ª CIPM também. Inclusive, ele esteve aqui nessa sala… É comum o comando da região norte chamar os policiais para uma conversa matinal de orientação. Eu tive a oportunidade de conversar com ele e outros policiais aqui nessa sala. Um grande homem, um grande pai. Tanto que fica a família, a esposa e a filhinha de três anos”, disse Araújo.

O comandante afirmou também que a companheira e a filha do policial estão sendo acompanhadas por equipes de saúde da polícia, e que os fatos serão apurados pela Secretaria da Segurança Pública da Bahia e de Pernambuco.

“Estamos com a equipe do serviço de valorização profissional. Com advogados em um primeiro momento. Dois psicólogos acompanhando a família. Estamos tomando todas as medidas necessárias para deixar a família nesse momento, de dor, um pouco mais tranquila”, afirmou.

Com a morte do soldado Joanilson, a Bahia registrou três de policiais militares em três dias.

No sábado (11), o soldado Antonio Elias Matos foi morto a tiros em uma operação em Porto Seguro, no sul do estado. Domingo (12), o tenente Mateus Grec morreu também em serviço no bairro de Cosme de Farias, em Salvador. E na noite de segunda-feira, o soldado Joanilson Amorim, em Petrolina.

Na manhã de terça-feira (14), o governador da Bahia, Rui Costa, informou que as providências serão de busca da Secretaria da Segurança Pública e apontou que o aumento do número de mortes registradas na Bahia, tanto de policiais como de cidadãos civis, se deve ao crescimento do consumo de drogas no Brasil e pretende “abrir um debate com a população” para discutir o tema.

A Polícia Civil de Pernambuco informou que a Corregedoria Geral da Secretaria de Defesa Social (SDS) foi acionada e abriu investigação preliminar para investigar a atuação policial no âmbito disciplinar.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Pernambuco registra mais 10 novos óbitos pela covid-19; Pacientes tinham entre 43 e 100 anos

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, neste domingo (26/09), 205 casos da Cov…