Ex-Deputado Pernambucano Pedro Corrêa será transferido para Curitiba e poderá fazer delação premiada no caso da operação lava-jato

lava

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou o pedido de prisão preventiva do ex-deputado e ex-presidente do PP Pedro Corrêa e deferiu a transferência dele do Centro de Ressocialização do Agreste (CRA), na cidade de Canhotinho, no Agreste de Pernambuco, para Curitiba, no Paraná. A decisão foi tomada na tarde desta sexta-feira (10).

O advogado Clóvis Corrêa, juiz aposentado e primo do ex-deputado, informou que Pedro Corrêa pode ser transferido neste sábado (11). No entanto, a assessoria de imprensa da Polícia Federal, responsável pela condução do suspeito, disse que sua transferência está prevista para a próxima segunda-feira (13). “Um helicóptero deve fazer o traslado de Canhotinho para Recife. Daqui, ele segue para Curitiba e nós vamos acompanhá-lo”, disse o advogado do ex-deputado.

Na tentativa de reduzir a pena do ex-deputado, o advogado afirmou que vai sugerir a Pedro Corrêa um acordo de delação premiada. (Foto Reprodução).

Fechado para comentários

Veja também

“A temperatura deve chegar em torno de 15 graus no inverno”, diz meteorologista sobre clima no Vale do São Francisco

Os moradores de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA) já sentem as temperaturas mais baixas desde…