Enxugamento da máquina pública e de cargos comissionados vão compensar redução de imposto na conta de luz, diz Miguel Coelho

O pré-candidato ao governo do estado, Miguel Coelho, afirmou nesta segunda-feira (18) que a economia de recursos com o corte no número de cargos comissionados e o enxugamento de empresas públicas obsoletas compensarão a diminuição de 30% do ICMS cobrado sobre energia elétrica em Pernambuco. A medida, segundo Miguel, tem impacto fiscal estimado em até R$ 700 milhões por ano. Assim, a expectativa é beneficiar com a redução da conta de luz cerca 3,7 milhões de famílias do estado.

“É um absurdo o excesso de cargos comissionados no estado e a quantidade de empresas públicas que não conseguem oferecer nenhum tipo de serviço”, afirmou Miguel em entrevista à rádio Cidade, de Caruaru. “Vamos compensar a perda de receita com o ICMS reduzindo cargos e economizando na máquina pública, para poder garantir melhores serviços”, acrescentou.

Ele lembrou a ação impetrada pelo Ministério Público Federal contra a alíquota de 25% cobrada de forma abusiva pelo governo do PSB sobre energia elétrica. “Pernambuco está cobrando imposto indevido da sua população. Vamos nos adequar à legislação e acabar com a apropriação indébita por excesso de cobrança desse governo do PSB.”

Miguel Coelho disse ainda que pretende anunciar as diretrizes sobre a modernização da máquina pública e do seu Plano de Governo em maio, em um ato no Recife. “Queremos fazer um governo enxuto, transparente, eficiente, moderno, com menos inchaço e foco nos serviços públicos mais essenciais.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Em resposta à cobrança de estudante, Guarda Civil Municipal diz que intensificará trabalho de segurança no entorno da Univasf

A Guarda Civil Municipal de Petrolina enviou uma nota em resposta à matéria publicada no b…