Enquanto isso… Só para fazer fotos!

0

sao-francisco

A presidente Dilma vai apenas fazer fotos em Cabrobó nesta sexta-feira, (21), porque o trecho da Transposição que acionará as bombas não vai levar água para ninguém. O que Dilma fará lá já foi feito por técnicos da obra na campanha do ano passado: testes com as bombas do sistema de captação da EB 1, Eixo Norte, em Cabrobó.

Ali, há quase um ano, funcionários da empresa Mendes Junior ligaram as bombas, depois desligaram, porque o sistema de transferência da água para os demais municípios está inacabado e sendo assim nada funciona. “Eu queria saber o que nós vamos ganhar com a visita da presidente?” A indagação é do prefeito de Cabrobó, Auricélio Torres (PSB), que vai acompanhar a visita da presidente sem acreditar nos efeitos da obra.

Vários outros testes serão feitos para garantir o funcionamento pleno do equipamento que serve para levar a água a níveis em que o fluxo não consegue seguir apenas com a gravidade. São nove em todo o projeto. Por enquanto, o Ministério da Integração Nacional não destacou prazo para iniciar o atendimento à população, que não ocorre em nenhum dos trechos.

O Eixo Norte atenderá, a partir da captação de Cabrobó, o sertão de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. Já o Eixo Leste tem captação em Petrolândia e prevê conexões para abastecer o Sertão e o Agreste de Pernambuco e da Paraíba. A obra, atualmente, é prevista para 2017, dez anos do início da construção civil. No período, a transposição também apresentou mudança de custo, passando de R$ 4,5 bilhões para os atuais R$ 8,2 bilhões.
Segundo comunicação do Ministério da Integração, a EB-1 do Eixo Norte possui dois conjuntos de moto bombas instaladas com capacidade de elevar água a 36 metros de altura, o que pode ser comparada a um edifício de 12 andares. Cada equipamento (bomba) pesa cerca de 100 toneladas, o equivalente a 100 veículos populares.
As duas bombas, quando estiverem em pleno funcionamento, quando não se sabe, farão com que a água do São Francisco percorra 45 quilômetros até a barragem de Terra Nova, passando por quatro aquedutos e o reservatório de Tucutú. Os dois eixos do Projeto de Integração do Rio São Francisco têm 477 quilômetros de extensão, sendo 260 quilômetros no Eixo Norte e 217 quilômetros no Eixo Leste.

A obra está com um total de 76,7% de execução, segundo o Ministério, e previsão de chegar a 78% neste mês. Do orçamento total de R$ 8,2 bilhões, mais de R$ 6,5 bilhões já foram aplicados, sendo R$ 1 bilhão liberado somente neste ano pela pasta. (Por Magno Martins).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Cabrobó (PE): Cinco pessoas são detidas e mais de 87 kg de maconha apreendidos na BR-428

Uma operação da Polícia Militar apreendeu mais de 80 kg de maconha pronta para venda num c…