Emissoras de rádio AM começaram migração para FM nesta quinta-feira

0

radio

Emissoras de rádios AM começam nesta quinta-feira (25) a entrega de documentos e dão inicio à migração para a frequência FM. Das 1.781 emissoras de rádio AM no Brasil, 1.386 pediram para migrar para a faixa de FM. A mudança é opcional e deve ocorrer em etapas.

O primeiro grupo de cerca de 950 emissoras, já foram alocadas na faixa normal de FM. Já outras 300 podem depender do desligamento da televisão analógica para utilizar o espectro eletromagnético de radiodifusão.

Isso vai gerar a necessidade de que os ouvintes comprem um novo aparelho de rádio. Já para algumas emissoras, o custo da migração pode chegar até R$ 6 milhões, incluindo os novos equipamentos que devem ser comprados. Outras, menores, devem arcar com R$ 30 mil.

O diretor-geral da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e TV (Abert), Luiz Roberto Antonik, afirma que apesar do valor alto, o custo-benefício vale a pena. Para a diretora executiva da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e pesquisadora no campo do rádio, Valci Zuculoto, a medida do governo foi necessária, já que o Brasil não definiu o padrão digital de rádio.

As emissoras da AM não são obrigadas a migrar e o espectro vai continuar existindo em nível nacional. Para as que pediram a mudança, será dado ainda um prazo de cinco anos durante o qual elas podem transmitir seu conteúdo tanto na faixa AM quanto na de FM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Lojistas do setor automotivo realizam ação solidária e distribuem alimentos para famílias carentes

Lojistas do setor automotivo, que fazemos parte da AUTOVASF, Associação de Reparadores do …