Em nota, Celpe lamenta o “ato brutal praticado contra o eletricista”

0

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) recebeu com consternação a notícia do assassinato do colaborador José Reginaldo de Santana Júnior, de 31 anos, na tarde desta terça-feira (29).

O crime ocorreu durante o procedimento legal de suspensão do fornecimento de energia por inadimplência, na zona rural de Limoeiro, agreste pernambucano. A empresa condena, veementemente, qualquer conduta violenta, sobretudo que atente contra a vida.

O departamento Jurídico da concessionária está acompanhando a instauração do procedimento investigativo e exige das autoridades públicas o pleno cumprimento da lei. A Celpe lamenta o ato covarde praticado contra o eletricista e informa que está prestando o apoio necessário à família da vítima.

A companhia reforça, ainda, que o corte de energia é o último recurso utilizado como mecanismo de cobrança de débitos. O procedimento, amparado pela legislação do setor elétrico nacional, obedece às determinações da Agência Nacional de Energia Elétrica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Pernambuco envia 3 toneladas de equipamentos para o Amazonas

Diante da situação crítica vivenciada pelo Estado do Amazonas em meio à pandemia da Covid-…