Em nota, 72º Batalhão afirma que motorista de caminhão pipa com 10 GPS e outras dez pessoas foram condenadas após fraude em Campo Alegre de Lourdes (BA)

0

O 72º Batalhão de Infantaria Motorizado emitiu nota com a  decisão  judicial sobre o caso de fraude que cita o motorista de caminhão pipa, Ronaldo Alves da Silva, que estava com 10 GPS de outros veículos em Campo Alegre de Lourdes (PE) em 2018.

Ocorria a seguinte fraude: os motoristas desses carros pipas retiravam os aparelhos de GPS de seus caminhões pipas e instalavam apenas em um caminhão somente para evitar as despesas de abastecimento dos caminhões e ganhar a viagem sem ter sido realizada, ou seja, a viagem para quem necessitava da água não era feita e pelo GPS computava a viagem do caminhão realizada. Assim, as família da zona rual que precisa da água ficavam prejudicadas.

 Confira a íntegra da nota

A respeito da prisão em flagrante do Sr. Ronaldo Alves da Silva, em 15 de agosto de 2018 no município de Campo Alegre de Lourdes (BA), quando transportava 10 (dez) módulos embarcados de monitoramento instalados no caminhão pipa que dirigia (contratado pela operação Carro-Pipa 72º Batalhão de Infantaria Motorizado), simulando a entrega de 10 (dez)  carradas de água para a população carente residente na zona rural daquele município no período mais seco do ano. 

Após o flagrante amplamente coberto pela mídia foi instaurado um inquérito policial militar e na sequência o processo na Justiça Federal Militar que resultou na condenação de 11 réus pela Justiça Militar da União no dia 25 de novembro de 2o19. Na sentença o juiz Federal da Justiça Militar condenou os réus às penas que variam entre a mínima de 5 anos e três meses de reclusão e a máxima de 7 anos e 1 mês de reclusão, totalizando em 71 anos e 11 meses de reclusão (somando-se todas as penas). 

Antônio Anísio Oliveira Leite  – Ten Cel / Comandante do 72º Batalhão de Infantaria Motorizado)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Lei Aldir Blanc: prazos para inscrições dos editais com recursos seguem abertos em Petrolina (PE)

Até o próximo dia 8 de novembro, os trabalhadores do setor cultural de Petrolina poderão e…