Em Juazeiro, servidores estão sendo prejudicados por ‘cota’ do plano de saúde estabelecido pelo Governo

1

De acordo com a servidora estadual, Sueli Gonçalves, os usuários do plano de saúde PLANSERV, que residem em Juazeiro (BA), estão sendo prejudicados por uma cota estabelecida pelo Governo do Estado em clínicas e hospitais da referida rede de saúde.

Acompanhe o relato:  

“Neste ano, o PLANSERV criou uma “cota” de atendimento aos servidores do plano de saúde. Exames, consultas, cirurgias a partir de agora só podem ser realizados mediante a “cota” estabelecida pelo Governo do Estado aos hospitais e clínicas. Em Juazeiro-Bahia, o plano de saúde sempre deixou a desejar, mais felizmente ou infelizmente mesmo com tanta deficiência ainda tínhamos os serviços aqui na região. Ressaltando ainda que o único hospital que temos em Juazeiro é a PROMATRE para sermos atendidos com urgência e emergência; e pouquíssimas clínicas e laboratórios. 

Pagamos as mensalidades em dias, que já é descontado diretamente no contra cheque e simplesmente o que vem ocorrendo aqui é que quando chegam à metade do mês, as instituições alegam que não tem mais vagas, dizem que a cota mensal já foi ultrapassada.

E para completar, uma amiga ao chegar ao único hospital que era atendido pelo referido plano, passando mal na urgência, não foi atendida, não deram nenhuma explicação à servidora aposentada, porque não podia ser atendida naquele momento. Passando alguns dias foi que descobriu que até a emergência e urgência tem “cota”. Isso é um absurdo!!!

Pagamos tão caro para obter o plano de saúde, muitos há mais de 15 anos que possuem o mesmo e agora simplesmente o Governo do Estado da Bahia vem prejudicar a saúde dos servidores, familiares e dependentes. Não podemos nos calar!!! Já perdemos o Supermercado “Cesta do Povo”. Agora é o PLANSERV que está no mesmo caminho de entrar em processo de falência.”

1 Comentário

  1. Ascom Planserv

    13 de setembro de 2017 em 15:09

    Esclarecimento do Planserv

    Em resposta aos questionamentos de beneficiários do Planserv do município de Juazeiro, o Planserv esclarece que o aumento exponencial das despesas assistenciais em saúde desde o começo do ano é o que realmente está acontecendo, sendo esta questão pauta de conversas reiteradas do plano com os prestadores. Uma vez que o Planserv não tem como realizar aporte de recursos extras, resta a obrigação legal de contratar a prestação de serviços de acordo com o orçamento disponível, cujo teto, para cada prestador, foi definido com base numa média dos faturamentos apresentados, em divisão equitativa.
    Esses limites não têm como objetivo a restrição ou a suspensão de serviços, mas constituem-se como medidas de gestão para o equilíbrio econômico-financeiro das contas públicas. Se todos os prestadores estão mantendo seus faturamentos médios, não há que se falar em suspensão ou restrição de atendimento. O compromisso com a gestão pública impõe ao Planserv lançar mão de medidas, autorizadas por lei, no intuito de garantir o controle orçamentário inerente à legalidade que obriga a Administração zelar pelos recursos dos próprios beneficiários.
    Para assegurar que a assistência seja prestada de forma qualificada, sem desvios e desperdícios, as ações de controle continuarão sendo aplicadas e ampliadas. Só assim será possível evitar que o crescimento da despesa, desordenado ou não acordado previamente, gere desequilíbrio ao sistema de assistência à saúde dos 505 mil beneficiários atendidos pelo Planserv.
    Atualmente, na cidade de Juazeiro, são credenciados ao Planserv oito (8) clínicas, duas (2) policlínicas, dois (2) serviços de imagem, três (3) laboratórios e dois (2) Hospitais. O credenciamento de novos serviços permanece disponível e há solicitações para ingresso na rede Planserv de mais uma (1) Clínica, uma (1) Policlínica e um (1) laboratório, em fase de análise documental.

    Ascom Planserv

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina tem três casos novos da covid-19 neste sábado (26)

Petrolina registrou três casos novos da covid-19 neste sábado (26), totalizando 5.297. São…