Em homilia, arcebispo de Aparecida pede pátria sem armas, ódio e mentiras

Na terça-feira (12), durante a homilia na missa solene das nove horas da manhã no Santuário Nacional em Aparecida, no interior de São Paulo, o arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes, relembrou uma mensagem do Papa Francisco durante a sua visita ao Brasil em 2013 e fez um apelo pelo desarmamento. O arcebispo começou a sua reflexão mencionando os povos indígenas, negros e as famílias enlutadas pela Covid-19, buscando expandir o gesto simbólico do papa de abraçar o povo brasileiro.

Ressaltando também que crianças e pobres formam o povo, Dom Orlando disse: “Para ser pátria amada não pode ser pátria armada”, e completou, “seja uma pátria sem ódio, uma república sem mentira e fake news”. Ao finalizar a homilia, o arcebispo reafirmou o pedido por vacina e se mostrou favorável à ciência.

A celebração das nove horas foi a quarta do dia da padroeira em Aparecida. A igreja opera apenas com 30% da capacidade, recebendo 2,5 mil romeiros por celebração.  (cnn)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Pernambuco tem mais 566 casos da Covid-19 e 11 óbitos em 24h

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta quarta-feira (27), 566 casos da C…