Em confraternização, Lucas Ramos defende candidatura própria e critica grupo de FBC: “Eles não têm comando”

1

lucas

“2o15 foi uma ano muito duro”, avalia o deputado estadual Lucas Ramos durante confraternização com a imprensa do Vale do São Francisco realizada na tarde desta sexta-feira (10).

A frase de Lucas reitera o momento atual em que o país vive politicamente e economicamente. “Nós entramos numa grave crise econômica que já era prevista, mas foi agravada por uma crise política jamais vista na história do país. Para nós foi uma ano de muitas dificuldades e com uma marca de de R$ 3,5 bilhões de investimentos anuais rompidos e em função dessa conjuntura política as ações não foram realizadas e vamos concluir o anos de 2015 nessa situação”, revelou o deputado.

Posicionamento de Paulo Câmara sobre processo de Impeachment de Dilma

Lucas Ramos afirmou que o governador do estado sempre defendeu as responsabilidades dos poderes e segundo o parlamentar, Câmara está interpretando a decisão de um processo de Impeachment através dos deputados federais e dos senadores da república.

“Nessa pauta não está em jogo Dilma por ser presidente do PT e sim uma vontade popular demonstrada nas urnas, tendo ela ganhado o direito de administrar o país e eu entendo que se a lei prevê que um processo de Impeachment pode ser prorrogado pela iniciativa de deputados, então que cumpra-se a lei de forma muito sóbria e decente sem colocar os interesses pessoais com os assuntos que interessam o Brasil”, salienta Lucas Ramos.

Situação de Lucas Ramos no PSB local

“Eu não compactuo com a Agenda 40 que foi instalada em Petrolina”, afirmou Lucas alegando que no momento em que estava reunido com sua família após o nascimento de suas filhas, ele revela que sofreu ataques do grupo do PSB que coordena o partido no município.

“No momento em que estava aguardando a chegada das minhas filhas, nós sofremos ataques do grupo que coordena o PSB em Petrolina e esse grupo que praga tanto a união tão logo viu acontecer a saída de Gonzaga Patriota e do grupo que nós lideramos e vejo até os vereadores ligados à base do grupo do senador Fernando Bezerra Coelho se digladiando, então é um grupo que não tem comando”, disparou Lucas que reitera que seguirá os caminhos orientados pelo governador Paulo Câmara e  as questões que envolvem Petrolina serão discutidas com o PSB a nível estadual.

Sucessão Municipal

Questionado se disputaria a uma vaga na prefeitura de Petrolina, o deputado disse que não tem vontade própria para assumir o cargo, mas pensa em projetos latentes com a criação de uma chapa majoritária.

“Eu não tenho um desejo pessoal de disputar a prefeitura de Petrolina, mas vejo uma oportunidade de discutir uma nova forma de fazer política na cidade livre do convencionalismo. Uma candidatura que seja liderada por nós, uma chapa majoritária tem muitas chances de ser sucesso porque deverá romper certos paradigmas instalados em nossa cidade como o poder dos mesmos grupos políticos, então vejo que a colocação da nossa candidatura no município é um desejo latente e precisamos de uma reciclagem urgente”, revelou.

Em permanente diálogo com o prefeito Julio Lossio (PMDB), Lucas Ramos aposta nos partidos da Frente Popular que inclui o gestor municipal, através de parcerias administrativas e acredita na parceria com o prefeito tendo em vista as eleições municipais em 2016.

O parlamentar considerou ainda que o deputado Miguel Coelho é um nome forte para disputar a prefeitura de Petrolina, assim como Gonzaga Patriota e Fernando Filho, mas não descartou seu nome como o possível indicado de Paulo Câmara para a disputa eleitoral municipal.

“Temos vários nomes, mas sinto que também estou crescendo e vejo um quadro competitivo no partido e o governador é livre para avaliar. Oficialmente o governador não tem nomes, isso só após a convenção e teremos tempo para discutir esses nomes. Todos tem interesse de disputar a eleição e se não houver entendimento, nós vamos para um bate chapa e o meu nome está colocado para a avaliação dos filiados”, afirmou.

1 Comentário

  1. ELEITOR SÁBIO.

    11 de dezembro de 2015 em 21:36

    NOS ÚLTIMOS TEMPOS FERNANDO BEZERRA COELHO SÓ LEVA PORRADA DOS POLÍTICOS QUE DEPOIS DE ELEITO PELO GRUPO DELE NO MESMO PALANQUE COMEÇAM A CRITICAR FERNANDO PARECE QUE CRIAM UMA ESPÉCIE DE ÓDIO CONTRA ELE.PORQUE SERÁ?
    A PREFEUTURA DE PETROLINA DEVE SER UMA MARAVILHA PORQUE UM POLÍTICO SE ELEGE DEPUTADO E JÁ QUER SER PREFEITO DE PETROLINA.PORQUE SERÁ?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Idosa de 96 anos com fratura no fêmur aguarda cirurgia de urgência no Hospital Universitário

A idosa Ananda Simão de Lima, de 96 anos de idade, fraturou o fêmur na tarde de terça-feir…