Detento é preso após vender tornozeleira eletrônica por R$ 50 e praticar furtos no Amapá

Um detento do regime aberto domiciliar foi preso novamente após cometer vários furtos na zona sul do Macapá, no Amapá. A prisão de Fabrício Alves da Silva, de 19 anos,  revelou um artificio para confundir o monitoramento do Instituto de Administração Penitenciária (IPEN), uma vez que o acusado  havia rompido a tornozeleira eletrônica e vendido para outro criminoso por R$ 50 com o intuito de confundir a central de monitoração.

O delegado responsável pelo caso, Vinícius Nunes, informou que “Ratinho”, como é popularmente conhecido, vinha sendo preso rotineiramente pela polícia, mas como eram crimes de pouca repercussão, sempre era solto nas audiências de custódia.

A prática do acusado vai incidir no processo  pois no Código penal é falta grave romper a tornozeleira eletrônica. Ele  terá regressão do regime de cumprimento de pena para o fechado. O mandato de prisão contra ele foi cumprido na quarta-feira (05).

Redação

Com informações: Selesnafes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Juazeiro (BA) realiza Dia D de vacinação contra a gripe

A Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Saúde, realizou neste sábado (19), em t…