Detento da Penitenciária de Petrolina (PE) vai estudar na Univasf

Um detento da Penitenciária Doutor Edvaldo Gomes (PDEG), em Petrolina (PE), já está matriculado para cursar o bacharelado em Ciências Biológicas na Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). Marcondes David Sousa Campos, 25 anos, é um dos que alcançaram o sonho de concluir o ensino superior, mesmo cumprindo pena no regime fechado.

O universitário Marcondes está há três anos na penitenciária onde se dedicou aos estudos. “Minha rotina de estudos foi simples, consegui uns livros aqui [penitenciária] na biblioteca e quando eu não estava lendo, assistia as aulas na TV. Espero que eu possa ter uma profissão digna e crescer na vida”, contou. Solteiro e sem filhos, o reeducando iniciou sua vida universitária antes de entrar no sistema prisional, mas não concluiu. Ele concorreu à vaga pelo Exame Nacional de Ensino Médio (Enem/PPLs).

A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), por meio de sua Executiva de Ressocialização (Seres), incentiva continuamente a reinserção das pessoas privadas de liberdade (PPLs) na sociedade e no mercado de trabalho através da educação e do trabalho. “Trabalho e educação são os pilares da ressocialização. Esta é mais uma etapa importantíssima no processo de recuperação das pessoas privadas de liberdade”, destaca o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

O sistema prisional de Pernambuco dispõe de escolas (com bibliotecas) em 21, das 23 unidades. Já as salas de leitura estão presentes nas 23 unidades prisionais e em três cadeias públicas: Petrolina, Goiana e Verdejante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Prefeito de Cabrobó (PE) emite decreto proibindo eventos, fogueiras e queima de fogos no período junino

O Prefeito de Cabrobó (PE), Galego de Nanai emitiu decreto que proíbe a realização de even…