Deputados estaduais usam coleção de fraudes para desviar dinheiro público

0

assembleiaA Organização Não-Governamental Transparência Brasil investigou os gastos de todas as assembleias Legislativas do país e descobriu distorções nos pagamentos de salários a assessores dos deputados.

Um exemplo: no Distrito Federal, no Rio de Janeiro, em São Paulo e em Pernambuco, essa despesa é maior que na Câmara dos Deputados, em Brasília, que só pode ter, no máximo, 25 funcionários por gabinete.

PE: R$ 97.200
SP: R$ 125.996,30
RJ: R$ 171.491
DF: R$ 173.265
CÂMARA: R$ 92.053,20

Eles são eleitos para fazer leis e servir ao povo. Mas alguns se especializam em usar o mandato para enriquecer. E não é pouca maracutaia, não. Vários deputados estaduais, por todo o Brasil, usam uma coleção de fraudes para desviar dinheiro público, denunciou a reportagem do Fantástico neste Domingo (7).

Esta semana, o Ministério Público vai entrar com uma ação para diminuir os cargos de confiança das assembleias dos estados citados na reportagem.

Outro foco de desvio de dinheiro público envolve a chamada verba indenizatória, que serve para reembolsar as despesas dos deputados.

“Em algumas assembleias não é necessário sequer apresentar comprovante fiscal da verba indenizatória, que devia ser para indenizar um gasto já efetuado”, acusa Natalia Paiva, diretora-executiva da Transparência Brasil.

Em muitas assembleias do Brasil é um festival de notas frias, empresas de fachada, serviços nunca prestados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Campanha reforça  que apenas médico oftalmologista pode realizar consultas,  exames e prescrever  receitas de óculos

A Associação dos Médicos Oftalmologistas do Médio São Francisco (AOVALE), realiza  uma cam…