Deputada Dulcicleide Amorim faz voto público a favor da CPI do Caso Beatriz e denuncia “jogada política”

Nesta terça-feira (8), a deputada Estadual Dulci Amorim (PT), durante a sessão ordinária da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), assegurou sua assinatura na Comissão Parlamentar de Inquérito sobre o Caso Beatriz. Depois de solicitar publicamente do também deputado Romero Albuquerque (PP) a lista contendo as demais assinaturas necessárias para abertura da CPI e o mesmo se nega a encaminhar o documento, a deputada sertaneja decidiu dar seu voto publicamente durante a sessão transmitida de forma online.

“Ontem passei o dia todo aguardando esse requerimento e ele não apareceu. Então, hoje, durante a reunião da Assembleia, ele (Romero Albuquerque) quis insinuar que eu não iria assinar mais. Como sempre, jogo, blefe… Então, estou dizendo aqui para vocês hoje que minha assinatura está concedida. Além disso, ela foi publicizada para todo mundo saber”, assegurou Dulci Amorim.

A deputada, que chegou a ser acusada levianamente de agir em prol da desarticulação da CPI, também acrescentou que mesmo com a assinatura pública dela, até o momento, o deputado Romero não protocolou o documento para formalização da abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito. “Vale lembrar que, depois do colega Romero divulgar em todo o Estado que faltava somente uma assinatura e incitar o povo para cobrar de mim esse voto, desafiei Romero a apresentar esse documento para que ele provasse que já existiam as demais assinaturas. E ele se negou. Não pedi lista para divulgar nome de ninguém, apenas exigi a lista para provar que a história contada ao povo pernambucano era uma falácia, uma jogada política para prejudicar meu mandato”, explicitou a parlamentar Dulci, acrescentando que se não for instaurada a CPI, não será pela ausência do seu voto.

Entenda a cronologia dos acontecimentos

No último domingo (7), Dulci afirmou que daria seu voto em favor da abertura da investigação parlamentar e cancelou a Audiência Pública para que os esforços da Alepe fossem concentrados na CPI. Além disso, ela pediu que o deputado Romero provasse que só faltava a assinatura dela para a abertura da Comissão. O deputado se negou a apresentar a lista.

Nesta terça-feira (8), a deputada confirmou o voto em prol da CPI, mas, até o momento, mesmo com supostamente todos os votos necessários, a CPI ainda não foi protocolada na Alepe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Chuvas deixam ao menos 30 mortos no Grande Recife, diz Defesa Civil

A Defesa Civil de Pernambuco disse, neste sábado (28), que ao menos 30 pessoas já morreram…