“Decreto injusto, arbitrário e  inconstitucional que mantém motéis abertos e fecha igrejas”, desabafa pastor Edilson Lira durante protesto no centro de Petrolina (PE)

A manifestação pacífica de pastores e fiéis realizada na manhã desta segunda-feira (22), em Petrolina (PE), não deve ser a primeira e nem a  última.  O protesto reuniu membros  de mais de  20 denominações distintas para um clamor em prol dos doentes acometidos pela covid-19 e em apoio aos comerciantes que estão com as portas fechadas desde o último dia 18.

O pastor  da Igreja Verbo da Vida, Edilson Lira,  disse que os organizadores do protesto não   descartam  nenhuma ação posterior, e explicou a arbitrariedade do decreto estadual do Governo de Pernambuco em fechar serviços “não essenciais”, entre eles, a igrejas. O líder religioso, respaldado pela lei, assegura que a decisão do Governo   é inconstitucional e arbitrária.

“Decreto injusto, arbitrário, inconstitucional que mantém motéis abertos e fecha igrejas. Decreto que escolhe que loja de veículos  é essencial, e loja de roupas não é. Por motivos aparentemente escusos, arbitrários continua em vigor (…) A igreja, igualmente, entende como essencial, o artigo 5º da Constituição que diz que o local de culto é sagrado. Neste momento,  desde  o dia 18 em Pernambuco, nós estamos debaixo de um decreto inconstitucional que desrespeita a declaração Universal dos Direitos Humanos, a Constituição de 88,  nossa Carta Magna, que desrespeita o entendimento do judiciário”, desabafou durante entrevista ao Programa Edenevaldo Alves na Petrolina FM.

O pastor  reforça  que a igreja não tem fechado os olhos para a pandemia do coronavírus, inclusive os manifestantes foram orientados durante a ação a seguir todos os protocolos de distanciamento e uso de máscaras. Ele aproveita para  sinalizar sobre o papel da igreja em tempos de crise. “É indignante nós vivermos num momento em que nós precisamos provocar a justiça para exercermos aquilo que deveria ser óbvio. Não estamos negando a pandemia, nós estamos promovendo vidas. Nós entendemos que  igreja é saúde  e o comércio é vida”, finalizou.

(Colaboração – Ivo da Hora)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Ministério Público recomenda a mais seis municípios seguir com vacinação de grupos prioritários; Arcoverde (PE) na lista

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio das Promotorias de Justiça locais, exp…