Criança de 5 anos é incendiada e morre durante ritual satânico em Minas Gerais

Maria Fernanda Camargo, de 5 anos, foi levada por alguns familiares para um ritual satânico na cidade de Frutal, Minas Gerais. Durante a seita, um suposto líder espiritual ateou fogo no corpo da criança e ela queimou até morrer. Nesta quarta-feira (20), os avós, a tia, a mãe da menina e o homem foram presos. As informações são do O Tempo.

A Polícia Civil informou que o caso ocorreu no dia 24 de março deste ano. Ressaltou que o ritual tinha como objetivo a “evocação e incorporação de espíritos malignos”.

Enquanto Maria Fernanda estava viva, o suposto líder espiritual teria jogado ervas e álcool no seu corpo. Na sequência, ele usou uma vela para atear fogo.

Na tentativa de apagar as chamas, os familiares também sofreram queimaduras.

A menina teve quase 100% do seu corpo queimado e foi levada para o Hospital Frei Gabriel. Depois, transferida para um hospital em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo. Ao serem questionados, os familiares relataram que havia ocorrido um acidente doméstico envolvendo uma churrasqueira na casa dos avós.

“O fato foi noticiado como acidente doméstico, mas após isso recebemos informações que não era acidente doméstico. A intenção das lesões, as circunstâncias e até as versões divergentes que foram sendo apresentadas durante as investigações revelaram que tinha algo oculto”, disse o delegado Murilo Antonini.

Os cinco envolvidos no caso foram detidos e o delegado ressaltou que a prisão vale por 30 dias. O caso ainda é investigado para descobrir a dinâmica do homicídio e a motivação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Polícia Rodoviária Federal apreende 121 KG de cocaína avaliada em quase 15 milhões de reais

Um homem foi detido pelo transporte de 121kg de pasta base de cocaína, pela Polícia Rodovi…