“CORPOENTE”: pequeno filme com performances de artista da Caatinga está disponível no YouTube

Está disponível, no YouTube, o curta-metragem “Corpoente”. O filme, com 18 minutos de duração, mostra o processo de criação do artista visual e bailarino araripinense, Pedro Lacerda, através de performances que também homenageiam e evidenciam paisagens da Caatinga, seu lugar de nascença e vivência pessoal e artística. A produção pode ser conferida neste link: https://www.youtube.com/watch?v=ddZOcZdbz5M.

Formado em Artes Visuais pela Universidade do Vale do São Francisco (UNIVASF), Pedro adentrou no universo da arte, aqui na região do Vale do São Francisco, onde já vive há mais de 10 anos, e, desde 2013, atua nas Companhias de Dança Qualquer Um dos 2 e Companhia do SESC Petrolina – por meio dessa, já participou de diversos espetáculos. Como artista solo, conta com dois espetáculos já estreados, são eles: HUMANO de 2015 e TRANSFORMÂNCIA de 2020, ambos disponíveis no YouTube.

Além disso, Pedro também produz figurinos para trabalhos em fotografia e vídeo, atuou na produção executiva de festivais locais como Aldeia do Velho Chico, Aldeia Vale Dançar, Janeiro Tem Mais Artes, Entre Margens e Mostra 14 de Dança. Participou de festivais pelo país, em cidades como: São Paulo, Rio de Janeiro, Paraty, Recife, Porto Alegre, Garanhuns, Salvador, Juazeiro do Norte, entre outras.

Em meio à caatinga verdosa do Araripe pernambucano, o bailarino e artista multifacetado, Pedro Lacerda, faz experimentações tendo como base suas reminiscências, misturando as linguagens de dança, música e audiovisual, que resultaram em “Corpoente”, um pequeno filme sobre processo criativo, vida e Performance para além do dizível.

O artista queer e sertanejo Pedro Lacerda assina a direção, figurino, performance e montagem, com direção audiovisual do cineasta Robério Brasileiro, produção executiva de Wllyssys Wolfgang pela WW Filmes, produção de Eliza Oliver, Tássio Tavares na assistência de câmera e na produção, Ramon Souzáh na maquiagem e colaboração criativa de Leonardo França, em sua maioria sertanejos ou residentes na região do Vale do São Francisco.

O projeto tem apoio financeiro do Estado de Pernambuco, através da Secretaria de Cultura de Pernambuco e Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco, via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Homem é morto com golpes de faca em Araripina (PE)

O município de Araripina (PE), registrou um homicídio na noite de segunda-feira (18). A ví…