Coordenadora do banco de leite do IMIP orienta amamentação em tempos de coronavírus

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), ainda não há comprovação científica de transmissão do novo coronavírus pelo leite materno. No entanto, como o vírus é facilmente transmitido, é preciso que as mulheres tomem alguns cuidados na hora da ordenha e da amamentação.

A coordenadora do Banco de Leite Humano do IMIP, Vilneide Braga Serva, destacou que a recomendação da Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano é que a amamentação seja mantida, já que o alimento protege o bebê de diversas doenças e reforça o sistema imunológico, inclusive em caso da mãe estar contaminada pelo novo coronavírus.

“Desde que a mãe deseje amamentar e esteja em condições clínicas adequadas para fazê-lo. A mãe infectada deve ser orientada a tomar medidas para reduzir o risco de transmitir o vírus por meio das gotículas respiratórias. As orientações são as que já são feitas: lavar as mãos por, pelo menos, 20 segudos e usar máscara cobrindo completamente o nariz e a boca, tanto durante as mamadas quanto durante a retirada desse leite”, explicou. “Se a mãe tossir, espirrar ou falar, imediatamente essa máscara deve ser trocada”, completou, lembrando que é preciso trocar a máscara sempre que for pegar o bebê.

Leite humano não transmite coronavírus

De acordo com um estudo publicado na revista científica Lancet, não há possibilidade de transmissão pelo leite humano e a forma de contaminação é as que já são conhecidas. “Se a mãe estiver com o coronavírus e não tiver os cuidados necessários ela pode contaminar o bebê por meio da respiração, da boca, do nariz, dos olhos ou da mão suja. Por isso que a gente recomenda todos os cuidados de higiene antes de pegar o bebê”, apontou a médica.

Doação de leite está mantida

A pediatra Vilneide Braga ainda lembra que as doações de leite estão mantidas. “Se essa mulher tiver muito leite é muito importante que elas mantenham a doação de leite humano. As mulheres precisam estar sadias para doar. Se a mulher tiver uma gripe comum, qualquer doença, e inclusive coronavírus que é uma doença respiratória, ela deve estar afastada por conta da vigilância sanitária de doação de leite humano, mas se ela tiver sadia ela vai doar leite humano do mesmo jeito que ela doa a vida toda”, disse.

“A gente apela para que as mães sadias continuem doando leite humano para o Banco de Leite do IMIP pois estamos com baixo estoque”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

MPPE recomenda a Petrolândia, Floresta e outros 15 municípios seguir com vacinação de grupos prioritários

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio de Promotorias de Justiça locais, expe…