Continuam buscas por desaparecidos de navio que saiu de Recife (PE) e naufragou a caminho de Fernando de Noronha

As buscas por quatro tripulantes desaparecidos do navio Thaís IV seguem nesta quinta-feira (23). A embarcação saiu do Porto do Recife e seguia para Fernando de Noronha, mas naufragou a cerca de 60 milhas náuticas (111 quilômetros) da cidade de Cabedelo, na Paraíba.

De acordo com a Capitania dos Portos de Pernambuco, os trabalhos de resgate não cessaram durante a madrugada. Os quatro tripulantes resgatados foram retirados da água pelo navio mercante Nazenin e estão em bom estado de saúde. Eles foram trazidos ao Recife nesta quinta em aparente bom estado de saúde e foram encaminhados para avaliação médica.

A Marinha do Brasil deslocou para as buscas os navios patrulha Grajaú e Guaíba, além da aeronave H-36 Caracal, da Força Aérea Brasileira, especializada em missões de busca e salvamento. Uma segunda aeronave, a C-105 Amazonas, reforçou a procura.

Ainda não há informações oficiais sobre o que pode ter motivado o naufrágio. Um inquérito foi aberto para apurar causas e as circunstâncias do ocorrido, de acordo com a Capitania dos Portos de Pernambuco.

O Porto do Recife, por meio de nota oficial, informou que a embarcação costumava atracar no terminal a cada duas semanas para embarcar suprimentos para Fernando de Noronha.

O barco zarpou da capital pernambucana com “100 toneladas de materiais diversos” às 14h20 de terça-feira (21) e deveria chegar na manhã de quarta-feira (22) em Fernando de Noronha. No entanto, por volta das 4h30 da quarta, a tripulação perdeu contato com o continente.

Segundo o Porto do Recife, o comandante da embarcação informou que a manutenção estava em dia e que a carga não excedia o limite permitido.

Fechado para comentários

Veja também

Prefeitura de Juazeiro remove árvore que caiu no centro da cidade e repudia notícia falsa sobre conduta de profissionais que trabalharam no local

Uma árvore centenária caiu na praça Barão do Rio Branco, em frente ao Colégio Dr. Edson Ri…