Conselho Universitário debate situação orçamentária da Univasf em 2019 após cortes na Educação

0

O Conselho Universitário da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Conuni/Univasf) realizou, em reunião ordinária, debate sobre o orçamento da instituição em 2019. A pauta foi motivada em virtude do recente bloqueio de parte dos recursos programados na Lei Orçamentária Anual (LOA), anunciado pelo Ministério da Educação (MEC) no dia 30 de abril. Na Univasf, a medida que alcança todas as Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes) retém, em média, 30% das verbas de custeio, voltadas à manutenção de contratos de serviços continuados, terceirizados, atividades acadêmicas e administrativas em todos os campi.

Conforme os dados apresentados pela Pró-reitoria de Gestão e Orçamento (Progest), os contratos de mão de obra terceirizada e tarifas de abastecimento de água e energia concentram a maior parte das despesas de manutenção da universidade, sendo também os mais vulneráveis às oscilações da economia do País, em função dos reajustes que incidem sobre eles, o que eleva, a cada ano, o custo dos insumos mesmo sem haver aumento de consumo. De acordo com o vice-reitor Telio Leite, a equipe tem buscado os meios possíveis para se adequar a um orçamento menor, diferente do programado na LOA, mesmo diante do crescimento contínuo da demanda. “Independente de contingenciamento sempre estamos procurando qualificar as despesas”, frisou Telio Leite (à esquerda/foto abaixo).

O reitor e presidente do Conuni, Julianeli Tolentino (à direita) falou sobre os desafios que a Univasf tem que enfrentar, ressaltou o esforço conjunto das Ifes para a manutenção do orçamento previsto em lei, e que a Univasf também tem buscado o apoio das lideranças políticas locais, dos representantes dos estados no Congresso Nacional e uma maior interlocução junto ao MEC. Ele mencionou a recente audiência com o ministro Abraham Weintraub, no dia 29 de abril, da qual também participaram o reitor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Anisio Brasileiro; a reitora da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Maria José de Sena; os deputados Wolney Queiroz e Augusto Coutinho, ambos da bancada de Pernambuco. Julianeli Tolentino antecipou aos conselheiros que na próxima semana deverá se reunir com o secretário de Educação Superior, Arnaldo Lima. A reunião com a Secretaria de Educação Superior (SESU) terá como pauta, as condições de funcionamento da Univasf e a recomposição do orçamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Bairro Areia Branca em Petrolina concentra maior número de casos de Coronavirus; Veja a situação em outras comunidades

Houve um aumento no número de bairros e comunidades com casos confirmados de Coronavirus e…