Com rejeição de emendas e polêmica, vereadores de Petrolina (PE) aprovam LOA 2022

A Lei das Diretrizes Orçamentárias (LDO), foi aprovada por 13 votos a 2 nesta quinta-feira (26) com polêmica na Câmara de Vereadores de Petrolina (PE). Várias emendas foram rejeitadas.

Em discussão, uma das emendas reprovadas foi do vereador Gilmar Santos disse que o texto apreciado é uma cópia de Lei que foi aprovada em 2017.

“Esse projeto é um copia e cola de outros anos, a gestão fala no Eixo I do Projeto sobre implantação de uma educação de qualidade, e colocamos uma emenda modificativa  nesse ponto, coloco a expressão de uma educação inclusiva, eu apenas melhorei o texto e a comissão de finanças rejeitou”, ressaltou Gilmar.

De 61 emendas apresentadas, 43 aditivas foram rejeitadas. O vereador Osinaldo Sousa, secretário da Comissão de Finanças, disse que a comissão entendeu, que o prefeito Miguel Coelho terá condição de remanejar 40% da LDO.

“O que nós rejeitamos e eliminamos foi que permitimos que o prefeito possa remanejar 40% do orçamento, aquilo que rejitamos foi para não sair nada tão redundante”, justificou Osinaldo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Pernambuco tem 191 casos da Covid-19 e sete óbitos em 24h

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta segunda-feira (27), 191 casos da …