Com carro de som, mensagem incentiva população a denunciar violência contra a mulher em Petrolina

0

Mulher, ficar em casa não é ficar calada”, esta é a mensagem que circula por diversos bairros de Petrolina em carros de som. Com o isolamento social, a prefeitura acendeu o alerta para o possível aumento dos casos de violência doméstica, visto que as mulheres podem passar mais tempo confinadas com os companheiros. A iniciativa visa informar à população sobre os canais de denúncia.

A ação está sendo promovida pela Coordenadoria de Imprensa da prefeitura, em parceria com a Secretaria Executiva da Mulher. O carro de som começou a circular na quinta-feira (23) e passou pelos bairros: Pedro Raimundo, Alto do Cocar, Nova Petrolina e Residencial Brasil. O recado é direto e fala abertamente com as vítimas. “Em caso de violência doméstica, peça ajuda pelo telefone e vale pedir ajuda, também, aos amigos, vizinhos e familiares. Não isole sua voz nesse tempo de pandemia”.

A mensagem também informa os telefones que servem como canais de denúncia (Guarda Civil Municipal, Polícia Militar e Disk Mulher) e o de assistência psicossocial e jurídica (Centro de Atendimento à Mulher). “Anota aí os números: a Patrulha da Mulher é 153 e atende 24h por dia. Tem ainda a Polícia Militar, pelo 190, e o Disk Mulher, no 180. Você pode procurar também o Centro de Atendimento à Mulher, no telefone 3867-3516. Denuncie qualquer tipo de violência doméstica, seja física, psicológica ou verbal. Ficar em casa não é ficar calada”, encerra o recado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

MPPE e PMPE realizam busca e apreensão na Câmara de Vereadores de Sanharó; presidente foi afastado do cargo

O Grupo de Atuação Especializada de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público de P…