Coca-Cola está sendo investigada por reduzir tamanho da lata

1

A Coca-Cola está sendo investigada por maquiagem de preço após ter diminuído o tamanho da lata de refrigerante sem avisar os consumidores. A empresa estaria vendendo as latas de 310 ml pelo preço que, antes, era da lata de 350 ml. Ambas estão à venda nos mercados.

A Senacon (Secretaria Nacional do Consumidor), órgão do Ministério da Justiça, afirma que a empresa pode ter que pagar uma multa de R$ 613,25 (valor mínimo) a R$ 9.198.785,46 (teto da multa).

Em nota, a Coca-Cola diz que o preço das latas foi reajustado, o que não acontecia desde 2015.

No mesmo período em que foi feito esse ajuste, houve o lançamento da lata pequena, que, coincidentemente, tem o preço que era do vasilhame de 350 ml, segundo a empresa.

“Cada embalagem traz claramente a informação da quantidade de bebida que contém”, diz a Coca-Cola. “A lata de 310 ml é mais uma opção de embalagem, e não está substituindo a de 350 ml.”

Quando uma empresa muda a quantidade de produto em uma embalagem, tem que haver um aviso claro ao consumidor, afirma Arthur Rollo, secretário nacional do consumidor do ministério da Justiça.

“A empresa fez uma campanha publicitária dizendo que se trata de uma nova lata. Estamos averiguando se isso não foi feito justamente para o consumidor não perceber que o tamanho mudou”, diz Rollo. (FolhaPress).

1 Comentário

  1. Cid Coelho de Araújo

    3 de julho de 2017 em 11:24

    Como consumidor acho essa atitude louvável e que poderia ser o início de uma grande operação para apurar a mesma estratégia de lesar o consumidor, em que já foi aplicada a diversos outros itens, tais como: biscoitos, chocolates, medicamentos etc, etc.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Relatora dá parecer favorável à PEC que prevê prisão após 2ª instância

A relatora da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 410/18, que prevê a prisão do réu ap…