Cidade em Pernambuco só tem duas vagas no cemitério e quase 100% de ocupação em leitos de UTI

A cidade de Itapissuma, no Litoral Norte de Pernambuco, atravessa um momento delicado da pandemia de Covid-19.

De acordo com pronunciamento do prefeito Zé de Irmã Teca publicado nesta quinta-feira (27), a cidade opera com a iminência do desabastecimento de oxigênio, quase 100% dos leitos de UTI ocupados na rede municipal e tem apenas duas vagas no cemitério para enterrar vítimas da doença.

Segundo a prefeitura, o nível de oxigênio para o Hospital Municipal de Itapissuma é “preocupante”. “O nosso hospital no último final de semana operou com a capacidade no limite. Não chegou a faltar oxigênio, mas estamos na iminência de que falte não só em Itapissuma, mas em diversas cidades do nosso Estado”, disse o prefeito.

O prefeito anunciou ainda a abertura de um novo cemitério ecológico na cidade com capacidade para 40 corpos por causa da superlotação do atual, que tem apenas duas vagas para enterrar vítimas da Covid-19. A nova necrópole deve entrar em funcionamento em até oito dias.

Os últimos dados informados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) apontam para a notificação de 743 casos confirmados e 39 mortes em Itapissuma.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informou que tem trabalhado para garantir o fornecimento de oxigênio nas unidades voltadas para os casos de alta complexidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Juazeirense empata fora de casa contra o Bahia de Feira

A Juazeirense foi até a cidade de Feira de Santana para disputar a terceira rodada da Séri…