Chapa 2 do Sindsemp move ação contra Comissão eleitoral; Veja o vídeo

0

Depois da determinação judicial sobre finalização do processo de apuração e decisão dos votos para a nova diretoria do Sindicado dos Servidores Municipais de Petrolina (PE), o advogado da Chapa 2, Douglas Pires rebateu na manhã desta sexta-feira (29) a respeito do descumprimento da Comissão Eleitoral sobre essa decisão do Tribunal de Justiça de Pernambuco.

“Ocorre que a comissão, no lugar da determinação judicial, preferiu cumprir uma ata deliberativa do dia 15 pela madrugada, quando ela suspendeu o pleito” destaca.

De acordo com o advogado, a comissão eleitoral anulou as urnas 1, 4, 6, 9, 12 – o que descumpre clausulas do edital. Douglas Pires ainda cita que, apesar de 12 requerimentos terem sido feitos durante a apuração, nenhum deles foi atendido – nem a finalização da contagem dos votos, como estabelecido pelo Tribunal de Justiça.

Segundo candidata da chapa 2, Magda Feitosa, agora a chapa aguarda que todo o processo seja feito dentro da legalidade de decisão judicial “O que eu espero é que tudo seja feita dentro da legalidade e, que o desembargador anule esse ato do dia 27 e peça para a comissão eleitoral para cumprir a decisão que não foi cumprida. Pois, cumprindo essa decisão, seja o resultado qual for, eu aceito, desde que seja feito dentro da legalidade” explica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Juazeiro (BA): Cabeleireiro é alvejado por disparos de arma de fogo na Praça do Índio

Um cabeleireiro foi vítima de  tentativa de homicídio por volta das 19h da noite de ontem …