Caso Beatriz: Pelo 2º dia consecutivo, Polícia Civil faz reconstituição do assassinato em Petrolina (PE)

Pelo segundo dia consecutivo está sendo realizada em Petrolina (PE), a reconstituição do assassinato da  menina Beatriz Angélica Mota, 07 anos, morta a facadas  em 2015, dentro do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, área central da cidade. O procedimento acontece sem a presença do acusado Marcelo da Silva, 40 anos.

Neste momento equipes da Polícia Científica e da Polícia Civil estão no colégio realizando análise pericial. Os trabalhos de reconstituição contam com figurantes na cena do crime, fotos, suporte com uso de drones, fotografias e outras provas.  Para realizar a reprodução simulada, uma via precisou ser interditada para que o figurante refaça os passos do acusado no dia do crime.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Em resposta à cobrança de estudante, Guarda Civil Municipal diz que intensificará trabalho de segurança no entorno da Univasf

A Guarda Civil Municipal de Petrolina enviou uma nota em resposta à matéria publicada no b…