Caso Beatriz: “Ficou claro que a Polícia Civil de Pernambuco não tem interesse de solucionar o caso Beatriz”, disparou Lucinha Mota

2

Lucinha Mota informou que recebeu uma denúncia ontem (18), de que Alisson Henrique – acusado de apagar as imagens que mostram detalhes do crime do caso Beatriz,  estaria escondido dentro da própria residência.

Ela relata que após receber essa informação, acionou a polícia e outras autoridades competentes. “Fui até a delegacia, onde eu localizei a delegada, Dr. Isabella, pedi ajuda a ela. Pedi que ela fizesse um madado de busca e apreensão, porquê não estavam abrindo a porta da casa de Alisson e os policiais militares que estavam lá, não podiam entrar porque eles só tinham em mãos o mandado de prisão”, disse.

Lucinha informou ainda que ao sair da delegacia, foi até o Ministério Público e, em seguida, se dirigiu até o Fórum de Petrolina para tentar localizar o juiz que iria receber o pedido. ” Pois bem, não localizei nenhum juiz, fiquei lá até 16h30 da tarde”.

A mãe de Beatriz relata que logo após apareceu um juiz e o mesmo informou que já havia deferido o pedido que a delegada tinha feito. De acordo com Lucinha, a delegada não retornou para repassar essa informação. “Ela simplesmente saiu do fórum, foi até a casa de Alisson, não permitiu que os policiais que estavam lá desde a manhã entrassem para fazer a busca. Pessoas manifestando que acompanharam toda a abordagem da Polícia Civil ontem, nos informou que foi a abordagem mais rápida que eles já viram”, lamentou.

Diante da situação, Lucinha informou que o grupo ‘Somos todos Beatriz’, realizará na manhã desta sexta-feira (19), um manifesto na Polícia Civil, que fica localizada dentro do 5º BPM em Petrolina. A mãe de Beatriz exige que os órgão competentes de Pernambuco expliquem sobre a não investigação do caso.  “Eu exijo que a Secretaria de Segurança Pública de Pernambuco, eu exijo que o governador Paulo Câmara me dê uma explicação. Porque eles não estão investigando caso Beatriz? eles querem proteger quem?  quem eles querem proteger? quem são os assassinos da minha filha que o estado de Pernambuco está protegendo?”, questionou.

Lucinha ainda disse sobre a falha das investigações do caso. “Ficou claro que a Polícia Civil de Pernambuco, que é instituição, não tem interesse de solucionar o caso Beatriz. Meu pedido, desde já, é pra federalizar o caso Beatriz”, disparou.

2 Comentários

  1. Companheiro

    19 de julho de 2019 em 19:34

    Coisa feia, coitada, se destrói por si mesmo.

    Essa mulher sabe quem é esse cara ? essa pessoa ?
    Tapearam ela foi ?

    Não vou dizer muito pra não ser castigado, mais o tempo vai mostra a ela quem é esse caba ela pensa e tenta convencer alguém aqui ?

    Meu amigão velho conheço você ALISOONNN

    Osso duro de roer.

    O tempo vai resolver e vou le dar meu abração meu amigão.

    Minha esposa estava me perguntando se eu mudei de sexo, pois falo muito de você saudade kkkkk.
    Tudo armação meu amigão para responder essa mãe e a sociedade, fica na paz meu velho, te conheço.
    Grande abraço.

    Rapaz que o dono do mundo não me castiga, mais ela quer se promover ainda com politica ?
    Eu até que tinha um sentimento por ela mais, não aguento mais.

    O TEMPO E A VIDA VAI MOSTAR A ELA QUEM É VOCÊ MEU IRMÃAOO.
    Saudade de tu……..

    Responder

  2. Celso Franca

    31 de agosto de 2020 em 19:12

    Só quem perde um filho nas mãos de bandidos sabe o que é a dor de uma mãe.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Homem é morto com tiros na cabeça em Juazeiro (BA)

Um homicídio foi registrado no bairro Água Bela, na invasão conhecida como Sovaco da Cobra…