Casa Nova (BA): Prefeito responde acusação de advogado sobre falsificação de lei para vender terreno

O Prefeito de Casa Nova, Wilker Torres, respondeu as acusações levantadas pelo advogado Paciel Coelho, que alega irregularidades na venda de um terreno de propriedade da prefeitura.

O advogado havia salientado que houve a falsificação de uma lei para garantir benefícios na venda do imóvel.

A íntegra da nota:

“A população de Casa Nova não merece tanta incompetência, falsidade, fakes e muito menos essa companhia teatral, melancólica e sem graça que se diz oposição.

Sancionei no dia 07 de junho de 2017 a Lei 259/2017 autorizando a venda de um terreno, obsoleto e inservível à Prefeitura de Casa Nova. Na proposta votada e aprovada pela maioria absoluta da Câmara de Vereadores, não tem uma vírgula de ilegalidade e até o erro de redação, foi corrigido e a lei republicada.

O valor foi discutido e aprovado. Um ano e meses depois, quando os recursos da venda estão sendo devidamente aplicados nos objetivos acertados quando da venda, a turma, vem a público “denunciar” preço, condições de pagamento e falsificação na lei.

Repito: Não há nada de irregular, nada feito às escondidas. Ao contrário: a licitação foi marcada por três vezes seguidas, sem que nas duas primeiras vezes tenha aparecido nenhuma empresa ou pessoa interessada. Todos os procedimentos foram executados à luz das exigências que norteiam a alienação de bens públicos, por valores aprovados e confirmados.

Resta uma constatação: Essa turma sabe que vai perder e se une na inconsequência de intentar um golpe que foi desmoralizado hoje na Câmara e será sepultado pela Justiça.

Ao povo de Casa Nova e, especialmente, à comunidade de Santana do Sobrado: Nenhuma turma vai impedir ou atrasar o processo de mudança que estamos conduzindo, com respeito à vontade do Povo, confirmada em 2016 e reafirmada em 2018″,

Wilker Torres – Prefeito

Fechado para comentários

Veja também

Feira de Santana (BA): Criança de 2 anos e 11 meses morre no hospital com suspeita de abuso sexual

Uma menina de 2 anos e 11 meses, com indícios de agressão sexual, morreu na tarde do sábad…