Carnaval de Petrolina: 130 policiais militares farão rondas diariamente nos polos da folia

1

Para garantir a segurança no evento, a Prefeitura de Petrolina está contando com o apoio de todas as forças policiais, além de seguranças de empresa privada.

De acordo com o secretário executivo de Segurança Pública, Cícero Dirceu, a novidade deste ano é que além do efetivo da Guarda Civil Municipal, também vão participar das rondas estagiários do curso de formação do concurso em andamento. “Por noite, teremos 34 guardas que irão supervisionar 24 estagiários. Com isso, teremos quase o dobro de pessoal que tivemos nas ruas nos últimos anos, o que vai fazer da festa ainda mais linda e segura”, comenta.

Nos polos da folia, 130 policiais militares irão fazer as rondas diariamente. Já a Polícia Civil informou que durante os quatro dias de evento serão disponibilizadas 221 pessoas, entre escrivães, agentes e delegados. Além da Delegacia do Ouro Preto, que funciona 24h, a Escola Dom Malan, na Orla, vai servir de base policial. Também vão fazer parte do esquema e dar apoio ao evento 40 seguranças de empresa privada.

A Polícia Rodoviária Federal também fará fiscalizações diárias, principalmente com a operação Lei Seca. A festa também contará com a presença do Corpo de Bombeiros, SAMU, Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (Ammpla) e Agência Municipal de Vigilância Sanitária.

1 Comentário

  1. André Luiz Queiróz de Andrade

    21 de fevereiro de 2020 em 13:21

    Prezado Blogueiro,

    Com a aproximação da festa de carnaval é muito comum ouvir e ver autoridades civis e militares apresentarem planos de segurança para o período desta festa, com ações geralmente concentradas nas estradas e nos percursos de trios elétricos e ou, de blocos.

    Acontece que em Juazeiro já houve Carnaval e em Petrolina esta não é uma festa com muitos percursos. Assim, nessas cidades, a high Society optam por irem brincar o Carnaval em Salvador e em Recife e Olinda e os que ficam optam por descansarem em algum aconchego na zona rural ou nas ilhas e praias do Rio São Francisco.

    Entretanto, ainda não vi e nem ouvi nenhum plano de segurança para estes locais neste ano.
    Qual o plano das autoridades para a segurança nestes locais e quando será apresentado ?

    Quantos Bombeiros e militares da Marinha irão atuar nas ilhas da Amélia, Culpa o vento, do Fogo, Massangano e nas praias urbanas ?

    Quais e quantos equipamentos serão utilizados para proteger as populações que optam por este lazer, sobretudo às crianças e aqueles mais desavisados.

    Será que os governantes municipais vão lembrar dessas populações ?

    Espero que sim.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Senadores recorrem ao STF contra redução de salários dos trabalhadores

Os senadores Randolfe Rodrigues (AP) e Fabiano Contarato (ES), da Rede Sustentabilidade, a…