Câmara de Vereadores de Arcoverde (PE) arquiva processo contra vereadora Zirleide Monteiro

A Câmara de Vereadores de Arcoverde (PE) decidiu arquivar o processo contra a parlamentar Zirleide Mionteiro (PTB). A decisão foi tomada durante uma reunião ordinária.

No total, em segunda votação, oito vereadores votaram pelo arquivamento do caso e apenas um favor da continuidade do processo. Segundo o Presidente da Câmara de Vereadores, Weverton Siqueira, a decisão foi tomada com base no regulamento interno, tendo em vista, que a parlamentar renunciou ao cargo na última sexta-feira (10).

Na noite da segunda-feira 30 de outubro, uma vereadora da cidade de Arcoverde, no Sertão, declarou durante uma sessão na Câmara de Vereadores que uma mãe estava sendo “castigada por Deus” por ter um filho com deficiência. A declaração foi feita por Zirleide Monteiro (PTB), em um discurso na plenária.

A mulher citada pela vereadora, que não foi identificada, é mãe de um jovem de 18 anos de idade com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Zirleide e a mulher citada teriam se desentendido dias atrás, antes da sessão.

Fechado para comentários

Veja também

Juazeiro (BA) é a quinta cidade mais violenta do Brasil, aponta Atlas da Violência

Dos 10 municípios brasileiros com as maiores taxas de homicídios por 100 mil habitantes em…