Bolsonaro faz apelo a caminhoneiros: “não façam greve”

O presidente Jair Bolsonaro voltou a fazer um apelo neste sábado (30) aos caminhoneiros para que não façam greve na próxima semana. O chefe do Executivo garantiu que tem feito o “possível”, mas que não tem conseguido baixar o preço do dólar e reduzir impostos federais do combustível.

Bolsonaro repetiu que a categoria pese na balança o momento atual do país em meio à pandemia da covid-19. “A gente apela para os caminhoneiros; eles realmente são o sangue que levam o progresso e todo o movimento dentro do Brasil. Não sou eu que vou perder. O Brasil vai perder, os senhores também. Então, a gente apela pra isso daí. Vocês têm razão nas reivindicações”, completou.

Ele observou também que há um excesso de caminhões nas estradas, o que acaba prejudicando o preço dos frete. “No passado, houve muita gente comprando caminhões por planos de governos anteriores. Há um excesso de caminhões na praça. Isso ajuda a diminuir o valor do frete o que não é bom para os caminhoneiros”, acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

‘Fica muito difícil para o setor’, diz presidente da Associação de Bares e Restaurantes de Pernambuco sobre novo decreto de Paulo Câmara

Em vídeo divulgado no começo da tarde desta sexta-feira (26), o presidente da seccional Pe…