Artigo do leitor: Ednaldo Lima chama Miguel Coelho de “cara de pau”

1

EMBATE miguel e ednaldo

Não poderia ser outro o título desse artigo que dedico ao deputado Miguel Coelho. Cara de pau!

Ao ler o seu artigo que acusa o Prefeito Julio Lossio de “dilapidar” o patrimônio público, pude perceber que Miguel parece acometido de uma amnésia aguda associada a um completo desconhecimento dos fatos, o que caracteriza a Síndrome da Cara de Pau.

Vamos aos fatos:

Todos os terrenos vendidos pela Prefeitura de Petrolina na gestão de Lossio tiveram a aprovação legal da maioria dos vereadores, muitos desses, por sinal, aliados políticos do grupo do senador Fernando Bezerra e do seu filho Miguel Coelho.

Inclusive, é bom que se diga que todas as áreas foram vendidas através de leilão público com um importante incremento no valor final em relação à avaliação inicial. Todos foram vendidos por um valor bem superior ao do lance inicial.

Vale aqui destacar também que todas as vendas tinham uma destinação definida em lei municipal que autorizou a alienação e que, de fato, os recursos foram aplicados na edificação de imóveis do Município, a exemplo de AMES, Clubes do Bairro, Quartel da Guarda Municipal, iluminação pública, Canal do Pedro Raimundo, entre outros, conforme definição legal.

Da mesma forma, vale ressaltar que uma das áreas cuja venda foi autorizada pelo legislativo terá sua receita revertida para a aquisição de um aparelho de radioterapia que será doado à APAMI para equipar o Hospital do Câncer.

Dito isto, convido o deputado a fazermos uma visita a cada uma dessas obras, já construídas e entregues à população.

Faço questão de acompanhar pessoalmente o deputado, uma vez que, diferentemente dele, eu conheço cada canto de nossa cidade.

Com esses esclarecimentos, espero que agora o deputado possa ter o devido conhecimento acerca da forma que tem sido feita a alienação de imóveis em Petrolina, tudo atendendo ao interesse público e dentro da legalidade.

Quanto a sua aparente amnésia aguda, essa sim é muito preocupante, vale aqui refrescar a memória do deputado Miguel Coelho.

É de conhecimento público, inclusive do Judiciário, que o agora senador Fernando Bezerra, Pai do deputado, quando prefeito de Petrolina realizou operações completamente imorais e ilegais no tratamento com os imóveis públicos, onde podemos destacar algumas.

As doações de terrenos para igrejas e associações, terrenos esses pertencentes à União, o que trouxe enormes transtornos aos beneficiados considerando que anos depois foram surpreendidos com ações de reintegração movidas pela Justiça Federal, pois o ex-prefeito negociou até mesmo os terrenos que não pertenciam ao Município.

Numa sequência de atropelos, com recursos públicos, o ex-prefeito comprou duas vezes um mesmo terreno – o aterro sanitário –, fato amplamente noticiado na região.

Mas, de todos os despautérios do ex-prefeito Fernando Bezerra, o mais bizarro, pelo grau de imoralidade, foi a operação de doação de um amplo terreno em área nobre da cidade para a construção de um shopping – o River Shopping. Vejamos.

Logo em seguida à doação, por meio de uma suposta venda de todas as áreas no entorno do shopping, o ex-prefeito promoveu a transferência dessas áreas para seus familiares e até para uma empresa, que hoje sabemos, pertence ao próprio Fernando Bezerra.

Ao citar um suposto balcão de negócios, a quem se refere o deputado Miguel?

Aos seus aliados políticos que votaram e autorizaram a venda dos terrenos nesta gestão?

Ou seria ao ex-prefeito Fernando Bezerra que tanto dispôs sobre os terrenos públicos em suas gestões?

Talvez o pseudodesconhecimento e a amnésia aguda tenham feito o deputado Miguel Coelho confundir a venda legal de terrenos em Petrolina com o balcão de negócios da Operação Lava Jato, sobre a qual, certamente, em momento oportuno poderemos detalhar melhor.

Edinaldo Lima

Ex Secretário de Habitação
Vereador de Petrolina

1 Comentário

  1. Eleitor sábio

    15 de fevereiro de 2016 em 09:44

    A opinião pública deve agir contra esses demandos de venda do patrimônio público porque os políticos enchem a boca pra dizer que venderam pra isso é pra aquilo como se fosse propriedades deles.
    Vereador vai vender o estádio pra que?
    Está destruindo o ceap pra que?
    Fechou o matadouro pra que?
    Cadê as obras do VLT?Orla 3? Central park?Inclusive essa obra era gigantesca; Ônibus zero no aniversário da cidade? Arena multiuso?Etc.
    As obras estruturais cadê?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Carreta quebrada na Ponte Presidente Dutra provoca extenso engarrafamento nesta terça-feira (01)

Um extenso engarrafamento ocorre no final da manhã desta terça-feira (01), na Ponte Presid…