Após denúncias de maus-tratos no Canil de Juazeiro, Secretária de Saúde emite nota esclarecendo os fatos

0

Diante das denúncias de maus-tratos, torturas e até matança de cães e gatos realizadas no Canil de Juazeiro, feitas pelo grupo Proteção animal do Vale do São Francisco, que afirmam que várias colônias de cães e gatos estão desaparecendo de forma assustadora e que as informações é de que alguns desses animais foram levados para o canil/gatil Municipal de Juazeiro e desapareceram.

O grupo de Proteção animal acusa o município de promover a captura e assassinato dos animais que vivem nas ruas. “Os animais estão sendo torturados, sendo colocados em sacos plásticos e mortos de forma cruel.”

Em respostas as acusações, a Secretaria de Saúde de Juazeiro emitiu a seguinte nota: 

“A Sesau esclarece que condena qualquer tipo de maus tratos aos animais. Esclarece ainda que o gato que foi encontrado dentro de um saco plástico estava sendo imobilizado para administração de uma medicação, visto que o animal se mostrou arisco, e reitera que em nenhum momento houve intenção de asfixiá-lo ou causar qualquer tipo de sofrimento.

Informa também que a carrocinha só realiza o recolhimento de animais que já foram previamente diagnosticados com raiva ou leishmaniose. Frisando que a eutanásia só é realizada em casos determinados pelos protocolos do Ministério da Saúde, como no caso da leishmaniose, por exemplo, em que o animal que é sororreagente precisa passar por eutanásia para não contaminar outros animais e seres humanos.

Esse procedimento respeita ainda as legislações para não causar sofrimento aos animais, seguindo os protocolos preconizados  pelo Ministério da Saúde e pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Conselho Nacional de Justiça aprova restrição para soltura de presos por Covid-19

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou nesta terça (22) a resolução que restringiu o…