Após decisão do Governador Paulo Câmara, Bispo da Igreja Episcopal Carismática do Brasil afirma: “Há coisas que só o Estado consegue fazer, mas há coisas que só a igreja consegue fazer”

O Bispo Paulo Garcia, da Igreja Episcopal Carismática manifestou  preocupação diante das medidas mais rígidas anunciadas pelo governador de Pernambuco que proíbe o funcionamento de igrejas e demais templos religiosos  nos finais de semana.

“Há coisas que só o Estado consegue fazer, mas há coisas que só a igreja consegue fazer anunciando o evangelho de Jesus Cristo, nosso Senhor. O que a igreja faz é trazer ao coração cansado, coração humano, trazer conforto  e esperança nesse tempo de pandemia. A igreja é veículo de salvação, de perdão, de sentido de vida, de alento, de gosto pela vida nesse tempo difícil que estamos vivendo”.

O Bispo solicita que o governo tenha sensibilidade para entender o papel da igreja durante este tempo de crise e diz que espera que o bom senso prevaleça. “A igreja é o fator mais essencial numa sociedade em momento de crise. Eu estou orando para que o nosso governador e os seus comandados sejam sensíveis para compreender  o nosso papel, porque se a igreja não for essencial, o que seria essencial nesse mundo doente tão distante de Deus. Eu espero que o bom senso prevalece nesse momento. A igreja, historicamente, tem sido a consciência do estado. E que Deus possa nos abençoar”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

MPPE recomenda a Petrolândia, Floresta e outros 15 municípios seguir com vacinação de grupos prioritários

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio de Promotorias de Justiça locais, expe…