APLB Sindicato em Juazeiro (BA) solicita ação imediata da gestão Suzana Ramos quanto à atual situação do Instituto de Previdência de Juazeiro (IPJ)

A APLB Sindicato em Juazeiro se posiciona contrária à atual situação do Instituto de Previdência de Juazeiro (IPJ) que está, segundo denúncias de servidores, sem receber os repasses da Secretaria de Saúde, além de ainda não ter formado os Conselhos Deliberativo e Fiscal, bem como convocado os conselheiros. A entidade reforça o absurdo da situação e repudia falta de atitude da gestão da prefeita Suzana Ramos diante dos fatos.

“O IPJ precisa ser fortalecido, mas está ao Deus dará e a culpa é da prefeita Suzana Ramos que não está fazendo nada para mudar o quadro atual. Está mais do que na hora de tomar pé dessa situação, mas ela não diz nem faz nada e está deixando o IPJ descer pelo ralo”, enfatiza Gilmar Nery, diretor da APLB Sindicato em Juazeiro ressaltando que é necessário nesse momento que os antigos conselheiros do Instituto sejam convocados para pressionar as instituições e os servidores no sentido de cobrar uma providência imediata por parte da prefeita.

“Desde junho do ano passado que a Secretaria de Saúde não efetua os repasses da contribuição patronal. Até hoje os conselhos não foram formados nem os conselheiros convocados para formar os Conselhos Deliberativo e Fiscal. Vemos a situação como de extrema gravidade e reafirmamos que já passou da hora de a prefeita resolver tomar uma atitude e resolver tudo o mais rápido possível”, cobra Gilmar Nery.

Pela Lei 2.152/2011 o IPJ é administrado pelos Conselhos Deliberativo, Fiscal e Diretoria Executiva e o fato de ficar durante todo esse tempo sem a fiscalização dos Conselhos mostra a gravidade da situação e se caracteriza uma grande insegurança para os servidores, além de deixar a diretoria executiva livre para fazer que quiser sem nenhum tipo de fiscalização. (ascom)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Até o momento, não há notificação de casos suspeitos da varíola dos macacos no Brasil

O Ministério da Saúde criou uma sala de situação para monitorar o cenário da varíola dos m…