Anvisa diz que um membro da delegação argentina falsificou informações dos atletas

O documento oficial da Anvisa diz que um membro da delegação da Argentina, Fernando Ariel Batista, foi quem falsificou as informações de quatro jogadores da seleção. Por causa disso, o jogo entre Brasil e Argentina, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, foi suspenso após quatro minutos de bola rolando na Neo Química Arena, na tarde deste domingo (5) (leia aqui).

Batista não informou que Emiliano Martínez, Buendía, Cristian Romero e Giovani Lo Celso haviam passado pelo Reino Unido antes de entrar no Brasil. O quarteto deveria ter cumprido quarentena descumprindo as regeras de combate à disseminação do coronavírus.

O clássico sul-americano entre as duas seleções foi suspenso pela Conmebol e agora caberá à Fifa decidir o futuro da partida, válida pela sexta rodada das eliminatórias. Apesar de ter um jogo a menos do que os demais concorrentes, o Brasil é o líder da tabela de classificação com 21 pontos, seguido pela Argentina, que tem 15.(Bahianotícia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina (PE): Shows poderão ter 2.500 pessoas, mas a dança segue proibida; é permitido ficar de pé usando máscara

Desde o início de setembro, o governo do estado começou a liberar “eventos-testeR…