Anunciado cronograma de retomada de aulas presenciais em Pernambuco

O secretário de Educação e Esportes de Pernambuco, Marcelo Barros, informou, em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (31), o cronograma de retomada para o ensino presencial no Estado. Escolas devem começar a retomar aulas presenciais no dia 5 de abril. De acordo com o secretário, até o início de maio será permitida a retomada de toda a rede de ensino.

A retomada será dividida em 3 grupos: escolas particulares, escolas estaduais e escolas municipais. De acordo com o gestor estadual, a volta do aluno para a escola deve ser permitida pelos pais. “O retorno dos estudantes às escolas é decisão das famílias, devendo ser oferecido o modelo virtual ainda”, informou. Com relação à rede estadual, Marcelo informou que as pelo Educa-PE, na TV, aulas virtuais e ferramentas para possibilitar o acesso de estudantes à internet continuarão sendo disponibilizadas.

Para escolas particulares, a retomada de aulas do 1° ao 5° ano se inicia no próximo dia 5, logo após o feriadão da Semana Santa. Alunos das instituições privadas dos anos finais e ensino médio poderão retomar ao ensino presencial a partir do dia 12 de abril.

A educação estadual será retomada a partir do dia 19 de abril, com retorno do 3° ano do ensino médio, educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental (1° ao 5° ano). No dia 26 de abril poderão retornar às aulas presenciais na rede de ensino estadual os estudantes do 2° ano do ensino médio e dos 8° e 9° ano do ensino fundamental. Por fim, a rede pública de Pernambuco retomará aulas presenciais para alunos do 1° ano do ensino médio e 6° e 7° anos do ensino fundamental no dia 3 de maio.

No caso das escolas municipais, o retorno pode ser iniciado a partir do dia 26 de abril. De acordo com o secretário Marcelo Barros, a retomada da educação municipal deve ser decidida pelas prefeituras. “Consideramos que esse cronograma deve ser decidido por cada município, estabelecendo um cronograma de retorno das modalidades de ensino de forma escalonada”, explicou.

O gestor informou que devem ser seguidos os protocolos de distanciamento social, prevenção, proteção e monitoramento para que o retorno das aulas seja feito de forma segura. “Nós temos convicção baseado em diversos estudos nacionais e internacionais de que a escola é um ambiente seguro, desde que os protocolos sejam seguidos. A contaminação da Covid-19 no ambiente escolar é relativamente baixa”, afirmou o secretário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Butantan volta a ganhar ritmo e entrega mais 1 milhão de doses da Coronavac ao Ministério da Saúde

O governo de São Paulo e o Instituto Butantan entregaram um novo lote de um milhão de dose…