Alunos da APAE de Petrolina ganham medalhas em competição realizada no Mato Grosso do Sul

apae 2

Alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE de Petrolina Participaram, durante os dias 3 a 7 deste mês, da XXI Olimpíadas Especiais das APAES, realizada na Cidade de Campo grande, em Mato Grosso do Sul (MS). O evento teve como intenção evidenciar a capacidade que os alunos da APAE possuem de superar as adversidades através do esporte.

Com o lema “inclusão se consegue com autonomia”, o evento reuniu representantes das APAES de vários estados do país. Oito alunos de Petrolina representaram o estado de Pernambuco, disputando nas modalidades esportivas: natação, atletismo e futsal. E, ganharam 08 medalhas, sendo 05 de ouro e 02 de prata e 01 de bronze.

Nilson castro é professor da APAE a cerca de três anos, e desde então vem desenvolvendo projetos junto aos alunos envolvendo atividades físicas. Para ele, independente de medalhas, “o importante é que eles estejam praticando atividades físicas e brilhando muito”, conta.

“O resultado foi ótimo. Todos eles voltaram premiados. Através disso nós podemos mostrar que o trabalho da APAE de Petrolina, com a preocupação da inserção e inclusão social, através do esporte está dando resultado”, ressalta.

apaeEssa é mais uma vitória que nós conseguimos, não só a nível material, mais social também, por que pudemos mostrar a capacidade dos nossos alunos.  Foi uma honra, pois conseguimos essa vitória dentro das nossas possibilidades e dificuldades que são grandes. Voltamos com nossa autoestima mais elevada. Só temos que agradecer a sociedade de Petrolina por nos apoiar”, comenta Vanda Ferreira, Gestora da APAE.

E para abrilhantar ainda mais essa história, os alunos desfilaram pelas ruas da cidade, na manhã desta quinta (10), num caminhão de bombeiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

 Petrolina (PE): Mesmo sem passagem para parto normal e com guia para cesariana, Dom Malan induzirá parto de grávida, denuncia esposo

A gestante Poliana Rodrigues da Silva, de 22 anos de idade, está desesperada após ser info…