Ação judicial é acatada e provas do concurso da Guarda Civil de Petrolina são adiadas

0

Uma liminar da Vara da Fazenda Pública da Comarca de Petrolina pede alteração no edital do concurso da Guarda Civil Municipal de Petrolina.

Dois candidatos do certame entraram com a ação e um deles é portador de deficiência auditiva. Ele alega que o item 6.1 do edital, não contemplou vagas à pessoas com deficiência e está “eivado de vícios e irregularidades”.

“Uma vez que embora determine a idade mínima para a investidura no cargo, não menciona a idade máxima, o que poderia ocasionar prejuízos a candidatos, por ventura impedidos no ato da posse, contrariando assim o disposto no Estatuto dos Funcionários Públicos do Município de Petrolina”, diz a decisão.

Com a decisão, a prova do concurso da Guada Civil que seria aplicada neste domingo (5) será adiada, assim como o período de inscrições.

Em breve a prefeitura se pronunciará sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Petrolina: Gerente da Compesa afirma que transferência de gestor para outra unidade acontece há cada dois anos: “Eu já estou há cinco”

O Gerente Regional da Compesa em Petrolina (PE), João Raphael Queiroz, afirmou durante ent…