Terezinha Teixeira relata situação difícil do Colégio Dom Bosco em Petrolina: “professores angustiados e demissões”

2

Após a saída do padre Antônio Moreno da direção do Colégio Dom Bosco em Petrolina, a ex-diretora da escola, Terezinha Teixeira concedeu entrevista ao Blog relatando a atual situação da instituição.

“É difícil situar algo que está sendo muito badalado a respeito do Colégio Dom Bosco e Dom Francisco Canindé, ele chegando viu a necessidade de uma roupagem nova, então como pastor ele e assumiu a direção da escola. Muitos professores estão angustiados e funcionários temem a demissões de um pessoal bom, a gente lamenta essa história ruim”, relatou.

Dom Francisco Canindé assume o Dom Bosco interinamente, já que se escolha em breve um novo diretor para a instituição.

“Peço aos pais, alunos e professores que deem crédito ao nosso bispo, ele tem uma visão administrativa fora de série porque ama a educação, a história do Dom Bosco precisa ser reerguida, pois é um colégio que precisa de carinho, diálogo, e que essa instituição volte a renome nacional, Deus vai ajudar que tudo volte ao normal”, complementou Terezinha Teixeira.

2 Comentários

  1. Samuel Horácio

    1 de dezembro de 2018 em 09:23

    Tudo na vida tem início, meio e fim. A vida também é feita de ciclos, como também as gestões. Acreditamos sim na nova gestão, com certeza, mas registrar que a Administração do Padre Antônio não foi eficiente pode se dizer no mínimo que é de alguém que possui ressentimentos ou no mínimo desconhecimento do que foi realizado. Desejamos sucesso a nova gestão!!

    Responder

  2. Mariana Lucio

    2 de dezembro de 2018 em 19:32

    Está tudo ótimo no colégio. Nunca esteve tão bem.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Santa Maria da Boa Vista será contemplada com Agroindústria 

A última quarta-feira (18) foi de comemoração para os assentados Safra e Vitória do municí…