Sento Sé: prefeito é condenado a seis anos de prisão por desvio de recursos

0

barros

O prefeito de Sento Sé, Ednaldo dos Santos Barros, foi condenado nesta quinta-feira (23) a seis anos, dez meses e 24 dias de prisão por desvio de recursos públicos.

A decisão é da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia, que acatou, por unanimidade, denúncia oferecida pelo Ministério Público estadual por meio do Núcleo de Crimes Atribuídos a Prefeitos (CAP).

Barros também foi condenado pela Justiça a quatro anos e 26 dias de prisão, além de multa, por tentativa de estelionato.

Nas duas condenações, a 2ª Câmara determinou que o prefeito ressarça os cofres públicos dos danos causados e tornou o gestor inapto para exercer função pública por cinco anos, além de inelegível com base na Lei da Ficha Limpa. Segundo o CAP, Ednaldo Barros realizou, nos anos de 1998 e 1999, aquisições fraudulentas de material de construção por meio de notas fiscais “frias”, configurando o crime de desvio de recursos. Já em 2000, o prefeito tentou fraudar o erário com a simulação de um litígio judicial, configurando tentativa de estelionato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Mais 500 estudantes são beneficiados pelo projeto ‘Leitura Atuantes’ da 73ª CIPM de Juazeiro

Os policiais da 73ª CIPM, comandada pelo Major PM Eduardo Almeida Cunha, realizaram, no pe…