São João de Petrolina terá cinco dias de festa com gastos que poderão ultrapassar os R$ 5 milhões

1

jorge

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Agrário Jorge Assunção, concedeu entrevista ao blog para anunciar como estão os preparativos para o São João do Vale 2015. Primeiro o secretário reforçou que esteve reunido com vários representantes dos vendedores ambulantes do município, que fizeram solicitações e obteram informações sobre o formato da festa este ano.

O secretário informou que nada foi definido em relação à venda no espaço interno do evento e isso será acordado por uma empresa contratada pela prefeitura que ganhará uma licitação e esta irá administrar toda a logística do são João e ela deverá apresentar os valores aos ambulantes que pretendem vender na parte interna do pátio de eventos, mas isso só será definido depois do dia 25 de maio.

Isso foi feito devido à contenção de gastos e a crise hídrica que afeta a região, e por isso, o São João do Vale será realizado em parceria com uma empresa privada que vai administrar toda a estrutura do festejo junino, que gastará em torno de 1 milhão de reais, ficando a cargo da Prefeitura custear apenas as atrações musicais.

600 ambulantes foram cadastrados até hoje, onde serão encerradas as inscrições. Posteriormente eles farão um curso de capacitação para manipulação de alimentos coordenada pela vigilância sanitária, e não é cobrado valor para quem vende na parte externa.

Durante a reunião foram citados pontos de infraestrutura para quem vai vender fora da parte interna, como conseguir um espaço para os comerciantes com água e esgoto.

“Nós não temos condições de oferecer estrutura como água, tratamento de esgoto no local pela quantidade de pessoas, isso não será possível”, afirmou o secretário.

São João 2015

A contratação de uma empresa privada para o São João será uma parceria com a prefeitura para se diminuir gastos, já que todos os anos a gestão vira alvo de críticas sobre superfaturamentos de bandas. Esse ano a administração municipal irá investir em torno de 4 milhões de reais, segundo Jorge Assunção, ao iniciar da Jecana, passando pela missa do vaqueiro até o forró da espora e finalizando com os contratos das bandas do São João.

“Desde 2013 quando cheguei a assumir a pasta de eventos todo dinheiro que é investido no São João é avaliado conforme a lei e nada pode ser considerado ilegal”, afirmou.

Esse ano serão apenas cinco dias de festa. As atrações musicais só serão divulgadas na próxima semana e o secretário garantiu que apesar da redução de dias, já foram chamadas bandas de peso.

1 Comentário

  1. billyjohw@gmail.com

    16 de maio de 2015 em 11:44

    Não seria interessante investir em outras frentes e não fazer São João municipal? Porque não privatizam a festa?

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

“Aqui Cada Leitor Vira um Repórter”: “Parece um lixão!”, diz leitor sobre Cemitério Campo da Paz em Petrolina

Sacolas plásticas, embalagens de garrafas descartáveis, restos de velas, folhas, galhos de…