Salgueiro vence Sport por 2 a 0 e está próximo da final

0

salgueiro

O favoritismo do Sport caiu diante do Salgueiro no Cornélio de Barros, neste domingo (19), pelo primeiro jogo da semifinal do Campeonato Pernambucano. Com dois gols de pênalti marcados por Rogério, o Carcará conseguiu uma grande vantagem para a próxima partida. Já o Leão apresentou um futebol apagado, com uma falsa posse de bola, e não conseguiu nem se quer marcar um gol. Para chegar à final, o Rubro-Negro precisa vencer por três gols de diferença na semana que vem. Missão muito difícil, levando em consideração o fraco desempenho apresentado hoje pela equipe recifense.

O jogo começou corrido, como muito toque de bola, mas sem objetividade. O Salgueiro tentou algumas bolas alçadas na área do Leão sem sucesso e o time da Ilha do Retiro girou a pelota sem perigo nos primeiros minutos da partida. O Rubro-Negro teve mais posse de bola, mas deixou a desejar nos encaixes do ataque.

Só aos 11 minutos, o Sport encaixou um contra-ataque muito bom. Recuperou a bola na sua defesa, saiu rápido pela direita com o lateral Vitor, que tinha várias opções para passar a pelota. Vitor escolheu cruzar na cabeça de Diego Souza, mas o zagueiro do Salgueiro raspou de cabeça e impediu o que poderia ser o primeiro gol da partida. A resposta do Carcará veio aos 17 minutos, mas sem muito perigo. Numa falta pela esquerda, Lucio cruzou na cabeça de Tamandaré que raspou e a redonda passou pelo lado esquerdo de Magrão.

Quase na metade do primeiro tempo, o Salgueiro equilibrou mais a posse de bola, passando a ocupar o campo do Sport. Porém, as jogadas não surtiam efeito, pois a bola não chegava redonda para os atacantes, ao mesmo tempo em que a defesa do Leão estava muito consistente. O Rubro-Negro voltou a buscar o gol só aos 26 minutos, graças a uma falta. Diego Souza foi para cobrança, chutou forte, mas a bola subiu e passou no centro da barra salgueirense.

Uma jogada clara de gol saiu aos 30 minutos. Neto Moura cobrou falta frontal, a bola desviou na barreira, sobrou para Wendel, que atirou cruzado de perna esquerda. A defesa do Salgueiro não vacilou e cortou o perigo. Oito minutos depois, após um lançamento de Diego Souza, Felipe Azevedo recebeu na ponta direita, girou e passou para Vitor. O lateral leonino chutou forte, a meia altura, e a pelota passou forte e pra fora pelo lado direito do arqueiro Luciano. Depois disso, Wendel teve a chance mais clara da primeira etapa. O volante recebeu a bola cara a cara com o goleiro do Salgueiro, mas acabou chutando encima do defensor.

Segundo tempo com emoção

No início do segundo tempo, o Salgueiro fez Magrão trabalhar. A bola sobrou para o zagueiro Rodolfo, que dominou e chutou forte no lado direito de Magrão. Logo depois, Kanu escapou muito bem pela ponta direita e chutou pra fora. O jogo esquentou mais ainda com a resposta do Sport. Felipe Azevedo recebeu cara a cara com o goleiro, passou por ele, mas perdeu o ângulo. O atacante do Sport ainda chutou, mas a pelota saiu rasteira pra fora. Em seguida, em mais uma investida do Leão, Samuel chutou forte e o goleiro do Salgueiro fez uma boa defesa. A resposta do Carcará veio aos 20 minutos. Vitor Caicó recebeu pela ponta direita e chutou forte, porém por cima da meta de Magrão. Depois, numa bola esticada para o ataque do Salgueiro, o goleiro do Sport saiu estilo líbero, perdeu o tempo da bola e meteu a mão na redonda fora da área. Por pouco o atacante salgueirense não roubou a pelota.

O Salgueiro continuou a atacar. Aos 28 minutos, após um cruzamento que partiu da direita, a zaga do Sport falhou e sobrou para Ranirere. Magrão chegou firme no lance e evitou o gol. Porém, aos 30 minutos, após Tamandaré roubar a bola de Wendel pelo lado direito, a bola foi cruzada e bateu na mão de Durval dentro da área. O árbitro entendeu como pênalti e marcou o tiro livre direto. Rogério foi para a cobrança, chutou a meia altura no lado direito, Magrão tocou na bola, mas não foi o suficiente para evitar o gol. Salgueiro 1 a 0.

O Sport tentou responder aos 39 minutos. Diego Souza lançou Régis, que saiu na cara de Luciano, mas o goleiro do Salgueiro foi mais rápido e segurou a redonda. A grande chance do empate rubro-negro foi perto dos 45 minutos. Após cobrança de falta na área, Rithely subiu livre e cabeceou no travessão. A bola sobrou livre para o zagueiro leonino Oswaldo e “cobrou um tiro de meta”, chutou para o alto e não empatou o jogo. O castigo veio aos 47 minutos. Kanu foi derrubado na área por Rithely e novamente o árbitro deu pênalti. Novamente Rogério cobrou, desta vez alto e no lado esquerdo, ampliando o placar para o Carcará.

E foi assim que o jogo acabou. O Salgueiro conseguiu uma grande vantagem e agora a decisão ficou para a Arena Pernambuco, no próximo domingo (26). O Carcará joga pelo embate ou até pode perder por um gol de diferença. O Leão tem que ganhar por três de diferença para conseguir a classificação para a final do Pernambucano. (LeijaJá).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Homem morre em acidente de trânsito próximo ao N-9 zona rural de Petrolina

Um homem morreu em um acidente próximo ao Núcleo 9 do Projeto Senador Nilo Coelho, em Petr…