” PT Errará de novo se expulsar militantes condenados”

0

pt 2

O presidente do Partido dos Trabalhadores, Rui Falcão, anunciou ontem, em rede nacional, que a legenda passará a afastar filiados que forem condenados na Justiça. O problema da resolução, na opinião do jornalista Breno Altman, “é sua contradição com a avaliação petista sobre o caráter dos processos investigativos e judiciais contra integrantes da legenda”.

A sigla considera, por exemplo, a Ação Penal 470 uma “farsa política” e “também tem repudiado a natureza arbitrária das investigações pertinentes à Operação Lava Jato”, destaca o colunista. “Além de considerar injusta e discriminatória a prisão preventiva do ex-tesoureiro do partido, João Vaccari, o comando petista vem denunciando o aparelhamento da Polícia Federal e do MP por forças interessadas em manipular politicamente o processo conduzido pelo juiz Sérgio Moro, com a cumplicidade do próprio magistrado”.

“Mas se o PT considera que está enfrentando situação identificada como ‘estado de exceção’ em nota oficial, seria razoável impor punição adicional às vítimas dessa engrenagem, expulsando-as do partido?”, questiona Altman em seu artigo, que aponta “evidente incoerência” na medida do PT. “Ou o PT renuncia à crítica contra determinados processos nos quais está envolvido, aceitando tanto a legalidade quanto a legitimidade das deliberações adotadas, ou continua a combatê-los mesmo que alguns correligionários venham a ser enviados ao calabouço”, defende ele.(Foto: reprodução)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Sisu: Matrículas de convocados no 6º Remanejamento da Univasf serão realizadas na próxima quarta-feira (28)

A Secretaria de Registro e Controle Acadêmico (SRCA) da Universidade Federal do Vale do Sã…