Programa do PT na TV é acompanhado de panelaço e buzinaço

0

panelaco

O programa do PT veiculado em rede de nacional de TV foi alvo de “panelaços” em pelo menos 22 Estados e no Distrito Federal na noite desta terça-feira (5). O programa havia sido divulgado na manhã desta terça-feira no perfil do PT no Facebook e ao longo de todo o dia, diversas convocações para panelaços foram feitas nas redes sociais.

Panelaços foram registrados nos Estados da Paraíba, Pará, Paraná, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Espírito Santo, Goiás, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Sergipe, Alagoas, São Paulo, Piauí, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Maranhão, Ceará, Amazonas mais o DF.

Esta não é a primeira vez que o PT é alvo de panelaços espalhados pelo Brasil. O primeiro foi registrado no dia 8 de março, durante o pronunciamento em rede nacional de TV da presidente Dilma Rousseff (PT) em alusão ao Dia Internacional da Mulher. À época, os panelaços ocorreram em pelo menos doze capitais, entre elas São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Porto Alegre.

Um segundo panelaço foi registrado durante uma semana depois, no dia 15 de março, durante a transmissão de uma entrevista coletiva com os ministros da Justiça, José Eduardo Cardozo, e da Secretaria-Geral da Presidência, Miguel Rossetto.

Um dia depois, em 16 de março, durante uma reportagem veiculada sobre a presidente Dilma no “Jornal Nacional”, da TV Globo, um novo panelaço foi rgistrado em pelo menos nove capitais.

O temor de mais panelaços foi apontado como um dos motivos pelo qual a presidente Dilma Rousseff não fez, pela primeira vez desde que assumiu a Presidência da República, o discurso em homenagem ao Dia do Trabalhador (1º). Em vez de um pronunciamento em rede de rádio e TV, a presidente optou por divulgar, na internet, um pronunciamento.

Os movimentos “Vem Pra Rua”, “Revoltados On Line” e “Movimento Brasil Livre”, alguns dos que lideraram as manifestações anti-Dilma em março e abril em diversas cidades do Brasil, usaram seus perfis no Facebook para convocar panelaços em todo o Brasil.

No programa desta terça-feira (5), que contou com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o PT destacou conquistas trabalhistas e se posicionou contra a maioridade penal, o financiamento privado de campanhas políticas, a terceirização para atividade-fim e afirmou que expulsará filiados condenados por “malfeitos”. (UOL).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Destino de Aécio Neves será decidido em novembro no Senado

Mesmo com a vitória no plenário do Senado, as polêmicas em torno do senador Aécio Neves (P…